https://www.poetris.com/
 
Textos -> Crítica : 

O velho sábio e as crianças burras

 
 
Tem certas coisas que acho engraçadas na vida. Fico imaginando um físico, sim, um físico aero espacial da NASA, em um parque de aeromedolismo.

Isso que vêm-me à cabeça.

A cena:

Ele em cima de um caixão,desses engradados velhos de cerveja. Muito bravo e furioso com as crianças que deixam os aeromodelos cair por não saberem das correntes ascendentes térmicas, ou muito menos entenderem que os ângulos de inclinação que influenciam na velocidade das pequenas naves.

Imagina ele, vociferando, em cima do caixão de madeira velho, gritando aos altos brados que é um dos projetistas mais famosos da NASA, a agência aeroespacial americana, que projetou a Apollo XI aos 20 anos de idade, que um gênio como ele "não pode com" gente que não sabe as leis da aerodinâmica. Enlouquecido, de olhos injetados, escabelado, continua a ofender as crianças, que invariavelmente deixam os foguetes explodirem antes de atingir seu ápice de altura. Irrita-se profundamente. Grita, verbigera, pula, esganiça, ofende...

Até que um menina de cinco anos de idade, chega para ele e diz:

- Tio, o senhor "tá" atrapalhando nosso brinquedo. porque o senhor não pula a cerca e tenta entrar lá no campo da NASA? Lá talvez alguém entenda o que o senhor está gritando. Ah...já sei, o senhor não tem crachá! Sim, eu vi!-lembrou-se a menina- O senhor foi aquele que atiraram na bunda quando tentou pular a cerca para o outro lado, e depois saiu na ambulância do hospício. Porque o senhor não volta para lá? Lá talvez alguém também entenda o que o senhor diz.
Aqui apenas há crianças brincado de voar e ser feliz, não é lugar para um físico como o senhor.
Pena que não deixam o senhor entrar na NASA...Mas quem sabe no hospício ou no asilo o senhor tenha público. Nem gritando alto os seus palavrões lhe dão mais atenção por lá? Pois aqui, se não fosse pela sua feiura e pelos gritos em cima deste caixão de bebida, ninguém mais daria...

O pobre velho olhou com ódio a pequena criança, frágil e vociferou.

- O miúda! Olha bem como falas comigo, eu sou um grande projetista...

A menina interrompeu:

- Desculpa vovô, o senhor pensa que é um grande projetista, porém na medida que sobes neste caixote de madeira para gritar com as crianças, não passas de um velho frustrado e bobo, que não consegue pular para dentro do mundo dos foguetes de verdade e fica aqui importunando as crianças que querem brincar de voar.

Resmungou o velho:

- Não posso com a verdade!




Ana Lyra

 
Autor
anakosby
Autor
 
Texto
Data
Leituras
2310
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
47 pontos
31
0
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 29/09/2010 15:16  Atualizado: 29/09/2010 15:16
 Re: O velho sábio e as crianças burras
Por acaso conheço um velho assim, só que também mal-educado. E conheço um site mais ou menos como o sítio onde as crianças do seu texto brincam com foguetes que não chegam ao céu. Com uma única diferença, a maior parte dessas crianças são sonsas, cruéis.
Quando alguém quer brincar, dizem que a bola lhes pertence, que os outros não tem nada que entrar nos seus jogos, chegando mesmo a preferir acabar com a brincadeira e meterem-se em casa.
Apesar da maior parte dessas crianças nunca chegarem a ser grandes projectistas, engrossarão por certo as fileiras dos acríticos, dos incultos, dos hipócritas.
Não posso com velhos assim, muito menos com crianças deste género, mas olhe que apesar de tudo não desgostei do seu texto.



Enviado por Tópico
KitiMotta
Publicado: 29/09/2010 15:32  Atualizado: 29/09/2010 15:32
Super Participativo
Usuário desde: 06/09/2010
Localidade: Sao Paulo
Mensagens: 104
 Re: O velho sábio e as crianças burras
Tocaste em duas grandes chagas da humanidade: orgulho e prepotência.
Senti este teu texto talvez de forma inversa ao que quiseste demonstrar.
Vi as chagas nessa criança que interpela o velho com tanta agressividade e, ao mesmo tempo em que fiquei chocada, tive pena.
Antes a prepotência escancarada do que a velada, escondida por detrás da "inocência" e "espontaneidade" infantis.
Escreves bem.

Abç.




Enviado por Tópico
Trilho-do-Pensamento
Publicado: 29/09/2010 15:54  Atualizado: 29/09/2010 15:54
Muito Participativo
Usuário desde: 31/08/2010
Localidade:
Mensagens: 84
 Re: O velho sábio e as crianças burras
É o texto teu que mais gostei de ler até hoje, e olha que não foram poucos.




Enviado por Tópico
Epifania
Publicado: 29/09/2010 17:36  Atualizado: 29/09/2010 17:36
Super Participativo
Usuário desde: 02/07/2010
Localidade:
Mensagens: 179
 Re: O velho sábio e as crianças burras
- Pois eu sei de um homem que caiu, caiu tanto que quando chegou cá em baixo, olhou lá para cima e pensou…é tão bom estar aqui em baixo, a ouvir o chilrear dos pássaros, a sentir a brisa marinha, a ouvir passar o vento, a tomar banhos de sol, a caminhar sobre a relva (esta cena lembra-me o filme “Um Sonho de Mulher”).Já viste Analyra?

- Eu sei de que te queixas Epi, mas sabes que há homens e homens e este não sabia bem como lidar com a situação. É que do saber umas coisas ao ter o verdadeiro conhecimento sobre a sua existência vai muito. Por exemplo, esse do filme, (que ainda há pouco ia adormecendo, pois se lhe conheço as cenas) não conhecia o verdadeiro sentir das pegadas no chão, pois só conhecia os estofos em pele do automóvel e do tilintar das moedas nos seus ouvidos. O Amor faz milagres não achas Ana-lyra? Pena que ele não entra na morada de toda gente. Já nem os poetas lhe conhecem o verdadeiro sabor. Pois se até os poemas de Amor são apelidados de Lamechas. Pois eu sou toda lamechas, mas com peso e medida e esse filme da Epi, já chateia

Gostei do teu texto
.

beijo
e
abraço


Epifania & Ainafipe


Enviado por Tópico
Alberto da fonseca
Publicado: 29/09/2010 17:38  Atualizado: 29/09/2010 19:18
Colaborador
Usuário desde: 01/12/2007
Localidade: Natural de Sacavém,residente em Les Vans sul da Ardéche França
Mensagens: 7113
 Re: O velho sábio e as crianças burras
AnalYra:

Estive a ler o seu texto e apraciei.

Sabe o tal velho malcriado, sou eu:

Mas Há novos que são muito malcriadinhos.

Por exemplo um que diz aqui num texto, que há velhas putas aqui no Luso, que comentam os poemas de um poeta que como todos, merece o maior respeio
A quem esse jovem malcriadinho lhe cxhamaou de coito interrompido.

Mas isto ao que parece, faz parte da educação moderna, pois que mal grado o que ele disse que havia algumas putas do Luso que comentavam , houve apenas algumas poetisas que reagiram e eu como não posso com as pessoas que se dizem autores de grande mérito, tratem as pessoass assim e vai daí, o velho malcriado, como não gostou foi mesmo malcriado com esse senhor.

Os meus amistosos e respeitoos cumprimentos.
A. da fonseca




Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 29/09/2010 18:39  Atualizado: 29/09/2010 18:39
 Re: O velho sábio e as crianças burras
Ana querida levo comigo o teu texto sábio!
Beijos meus!


Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 29/09/2010 18:40  Atualizado: 29/09/2010 18:40
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: O velho sábio e as crianças burras
Ana,
há sábios que por mais que se intitulem de sábios
demonstram uma burrice a toda a prova e o inverso também é verdade.
satirizaste bem uma realidade cada vez mais, frequente.
Parabéns por isso.
Bj
Vóny Ferreira


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 29/09/2010 19:03  Atualizado: 29/09/2010 19:03
 Re: O velho sábio e as crianças burras
Quando era miudo adorava ver os aeromodelistas a brincar com os seus aviões e como não tinha dinheiro para ter um, divertia-me assim.
Agora que sou velho divirto-me com uns aviõezitos de letras de jornal amarrotado, vendo-os ser lançados à mão, voar às voltas e aterrar nos lugares mais incríveis (até em cima de mim já caíram!).
Não. Não publiquei nada nem tampouco isso faz parte das minhas preocupações. Até porque escrevo muito mal e tenho uma caligrafia ininteligível para além de horrível. Basta-me o papel de jornal que no fim dá uma bela fogueira! Estou a preparar o meu palanque pa ver melhor a cena!
Adorei ler o teu texto.
bjs, analyra
nuno


Enviado por Tópico
kuana
Publicado: 29/09/2010 19:10  Atualizado: 06/10/2010 18:28
Novo Membro
Usuário desde: 05/09/2010
Localidade:
Mensagens: 9
 Re: O velho sábio e as crianças burras
.


Enviado por Tópico
GeMuniz
Publicado: 29/09/2010 21:13  Atualizado: 30/09/2010 00:17
Colaborador
Usuário desde: 11/08/2010
Localidade: Brasil
Mensagens: 7283
 Re: O velho sábio e as crianças burras
Ah, brasileiros, futebol e suas narrativas no rádio...:

"Abrem-se as cortinas
E começa o espetáculo!
Pimba na gorduchinha
Chuta o foguete pr'o alto
Que o jogo não é de campeonato,
O campo é de várzea
E os jogadores descamisados
Maltratam demais a pelota...
Mas como se divertem na pelada!
Avisam o árbitro contratado que ali
No minúsculo campinho de terra
Não precisam de apito pr'a nada..."

Grande texto, Ana! Arte (se surgir), assim como o universo, só pode nascer de um enorme caos. Mas sempre há os que queiram organizar o inferno tentando reeducar logo quem? O diabo. Mas a questão simples e real é que não podem...

bjs!!


Enviado por Tópico
Conceição Bernardino
Publicado: 29/09/2010 21:22  Atualizado: 29/09/2010 21:22
Colaborador
Usuário desde: 22/08/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 3332
 Re: O velho sábio e as crianças burras
Olá Analyra,

primeiro gosto muito do teu nome, segundo o teu texto está fantástico pela realidade que nos deparamos todos os dias.

beijinho
e manda mais


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 30/09/2010 00:12  Atualizado: 30/09/2010 00:12
 Re: O velho sábio e as crianças burras
Adorei.abraços
mary