https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

Caminhante

 
Hoje caminhei sozinho outra vez.
Pelo menos foi essa a sensação
Que tive durante todo o dia.
Mesmo com as pessoas ao meu lado,
Parecia-me que faltava alguma coisa.
Meus pés eram trôpegos e solitários.
Tropecei em algumas pedras
Porque me distrai em dados momentos dessa jornada.
As perguntas martelavam minha cabeça.
O que estou fazendo?
Porque tenho que manter tudo isso?
Quem me proibiu de sonhar
E batalhar pelos meus objetivos?
Porque prendem os meus pés e não me deixam caminhar?
A sensação horrível da solidão é sufocante.
Perturbadora é a ilusão de não ter você aqui.
Seu calor era o que me aquecia
Do frio sufocante da tristeza dessa vida.
Sigo meu destino sem saber onde vou parar.
Não tenho destino definido
E nem sinto forças mais para caminhar.
O sol escaldante queima minha pele
E deixa minha cabeça zonza.
Não encontro uma sombra sequer para descansar.
Caminhante da longa jornada desta vida.
Sigo nesta solidão terrível.
Não tenho alento e nem quem me apresente uma solução.
Também, de que me importa isso.
Se assim é pra ser.
Que assim seja.


Odair José
Poeta e Escritor Cacerense

http://odairpoetacacerense.blogspot.com
 
Autor
Odairjsilva
 
Texto
Data
Leituras
587
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.