https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Visão Periférica

 
Tags:  luz    olhar    corpo    olhos    dança    revolução    COSMOS  
 
E ela olhava, e olhava, e olhava... Obstinadamente. Quem sabe jogasse um solitário jogo, buscando vencer a distração e o cansaço... Tinha nesse instante uma expressão nublada, talvez apática, da qual seus olhos pesados sobressaltavam por um lacrimejo excessivo. Perturbava-lhe a balbúrdia em sua visão periférica, enquanto o pensamento, imaterial e genioso, escapulia, subvertia, evaporava... Multiplicava o mundo em outras possibilidades, coroando e destronando intensos reis: o amor, a arte, o visceral, o sensual. E então ela não tinha limites, ela não tinha medo afora de si mesma, pois absorta em anomia a moça adiava a míngua do gozo, a urgência pelo significado que se desprendera nas passagens: da vontade para o toque, do pensamento para a linguagem, do sentimento para a atitude...

Pois foi que, de repente, naquele olhar, alguma revolução de sentidos estourou na cara dela, e desde então desvaneceu, murchou, e já não é tão bela quanto ontem, tão simples como outrora. Uma vida roubada. Seus olhos avermelharam, correu em disparada com as mãos premidas no cordão do tempo, sujou-se de poeira cósmica, dançou em giros, cruzou paredes; caiu diante de mim. Fiquei demente, catatônico, e bem quis tocá-la, mas não soube como.

O que sei é que entre o sonho e a realidade existe apenas um cinismo...

E que grande cinismo.
 
Autor
pedrocavalcante
 
Texto
Data
Leituras
1280
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
19 pontos
3
0
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Liliana Jardim
Publicado: 17/10/2010 12:24  Atualizado: 17/10/2010 12:30
Usuário desde: 08/10/2007
Localidade: Caniço-Madeira
Mensagens: 4412
 Re: Visão Periférica
Ola Pedro

Gostei do seu texto que eu interpretei como um texto reflexão que fala da vida e do ser humano que cada vez mais enlouquece, entristecendo a própria vida

Belo texto, foi assim que eu o interpretei


Beijinhos
Tudo de bom para ti
Bem vindo á lusos

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 17/10/2010 12:37  Atualizado: 17/10/2010 12:37
 Re: Visão Periférica
Ola poeta.

Debrucei-me sobre este texto com o cuidado que esta leitura merece. Texto muito bem escrito focalizado para os contrastes da vida, entre a realidade e a subjectividade( real). Um texto exímio

Seja muito bem vindo a este espaço.

Beijo azul

Enviado por Tópico
Flor_*
Publicado: 17/10/2010 13:33  Atualizado: 17/10/2010 13:33
Da casa!
Usuário desde: 09/02/2010
Localidade:
Mensagens: 220
 Re: Visão Periférica
Fizeste uma excelente estréia, nesse mar de encantos que é o Luso.

Parabéns

Aplaudo o texto.

~Werlaine~