https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Com Carinho

 
Ah, se tu soubesses o que sinto.
Nem em pintura conseguiria lhe esboçar,
Arte alguma refletiria tal confusão.

Caminho querendo chegar ao nada,
O ar sólido me dificulta a respiração,
Mas, tudo insiste seguir-me.

Como com uma bola-de-ferro em meus pés,
Amor, estou cansado das coisas.
Riem de mim as estrelas e os astros;
Imitam meu monólogo mudo e úmido,
Não de lágrimas, mas de fogo.
Hoje, queima de tão gelado meu coração.
Ontem, refrigerava-me doce em teu colo.

Muitas primaveras passei sem lhe conhecer,
Agora, qualquer verão seria em vão sem sua ternura.
Rompe no horizonte a alegria do reencontro.
Inibido por sua beleza o Sol brilha mais fraco.
Oh, Anjo sem asas, voe pro meu abraço!


Mário Piccarelli

 
Autor
Mario Piccarelli
 
Texto
Data
Leituras
777
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 22/08/2007 21:15  Atualizado: 22/08/2007 21:15
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14956
 Re: Com Carinho p/ Mario Piccarelli
Querido poeta

Com carinho te digo que
está belíssimo...

Beijinhos no coração

Enviado por Tópico
Gilberto
Publicado: 22/08/2007 22:26  Atualizado: 22/08/2007 22:26
Colaborador
Usuário desde: 21/04/2007
Localidade: V.Nde GAIA-Porto
Mensagens: 1804
 Re: Com Carinho
Belo poema! Aqui nos trazes.

"Muitas primaveras passei sem lhe conhecer,
Agora, qualquer verão seria em vão sem sua ternura.
Rompe no horizonte a alegria do reencontro.
Inibido por sua beleza o Sol brilha mais fraco.
Oh, Anjo sem asas, voe pro meu abraço!"

Quanta ternura, contida nestas belas palavras!

Um abraço