https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

No berço do universo

 
Observo a noite
na forma translúcida
de um novo olhar,
dissipado de sombras
nos umbrais da lua,
a mesma de sempre
erguida para lá da terra
no berço do universo…

Contemplo as estrelas
o cintilar ordenado
das brumas em tons cinza
alimentados pela flacidez
urbana
que silencia
no ruído das arvores
imponentes,
as flores dormem nos bosques
em alerta,
o olhar dança
melodias dos astros
para lá do altar das vozes!





Ana Coelho
Os meus sonhos nunca dormem, sossegam somente por vagas horas quando as nuvens se encostam ao vento.
Os meus pensamentos são acasos que me chegam em relâmpagos, caem no papel em obediência à mente...

 
Autor
AnaCoelho
Autor
 
Texto
Data
Leituras
756
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
16 pontos
8
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
belarose
Publicado: 26/12/2010 11:28  Atualizado: 26/12/2010 11:28
Colaborador
Usuário desde: 28/10/2010
Localidade:
Mensagens: 9026
 Re: No berço do universo
Bom dia! Tão bom contemplar o céu e a natureza é uma calma p nossa alma,linda poesia bjs.


Enviado por Tópico
varenka
Publicado: 26/12/2010 11:29  Atualizado: 26/12/2010 11:32
Colaborador
Usuário desde: 10/12/2009
Localidade:
Mensagens: 4211
 Re: No berço do universo
Ana,

Belo teu grito de alerta!Aida bem que tens um final feliz!

Bjs
varenka


Enviado por Tópico
terraldapoesia
Publicado: 26/12/2010 11:54  Atualizado: 26/12/2010 11:54
Participativo
Usuário desde: 08/12/2010
Localidade: Sertãozinho/SP - Brasil
Mensagens: 23
 Re: No berço do universo
Aprecio esses poemas que agregam elementos da natureza.
O teu, bem elaborado, muito me agradou.

abrços


Enviado por Tópico
GeMuniz
Publicado: 26/12/2010 19:31  Atualizado: 26/12/2010 19:31
Colaborador
Usuário desde: 11/08/2010
Localidade: Brasil
Mensagens: 7283
 Re: No berço do universo
Olhar para as estrelas sempre causa algo de estranho e mágico em contraste à paisagem urbana.

Gostei de ler Ana

bj