https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

DEFRONTE AO POÇO DOS DESEJOS INCABÍVEIS, IMPERDÍVEIS E LOUCOS

 
Tags:  tempo    sonhar    dormir  
 
DEFRONTE AO POÇO DOS DESEJOS INCABÍVEIS, IMPERDÍVEIS E LOUCOS

deitado
tal gato fosse
no tapete fofo
capto
(num close)
o tempo
escorrendo,
maroto,
fazendo pose
de bom moço
no silêncio azougue
do "flash"
do meu calabouço...

cuspo um miolo
de caroço,
sem medir dose
e rôo mole
esse duro osso do tempo
que, por ora, não mais me destrói...

durmo
(profundo)
com um barulho
vagamundo desses...

[bem no antro do sonho
remoço umas alvas asas,
e me espraio risonho,
feito um incasto anjo
que acabou de roubar
um beijo de língua da fada
defronte à boca do poço
dos desejos incabíveis,
imperdíveis e loucos]


Gê Muniz

 
Autor
GeMuniz
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1942
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
32 pontos
24
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 21/12/2010 16:47  Atualizado: 21/12/2010 16:47
 Re: DEFRONTE AO POÇO DOS DESEJOS INCABÍVEIS, IMPERDÍVEIS ...
Bonito e sensual o seu poema Gê. Um sonho de um "gato"...rs

Abraço

MÁRCIA ROSAS


Enviado por Tópico
Avozita
Publicado: 21/12/2010 18:49  Atualizado: 21/12/2010 18:49
Colaborador
Usuário desde: 08/07/2009
Localidade: Casal de Cambra - Lisboa
Mensagens: 4531
 Re: DEFRONTE AO POÇO DOS DESEJOS INCABÍVEIS, IMPERDÍVEIS ...
O contornar de um sonho desejado.

Deliciei-me ao ler este poema.
Beijinhos Gê
Antonieta


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 21/12/2010 18:54  Atualizado: 21/12/2010 18:54
 Re: DEFRONTE AO POÇO DOS DESEJOS INCABÍVEIS, IMPERDÍVEIS ...
Muito bonito e musical. Bjs.
Célia Gil


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 21/12/2010 20:32  Atualizado: 21/12/2010 20:33
 Re: DEFRONTE AO POÇO DOS DESEJOS INCABÍVEIS, IMPERDÍVEIS ...
sabe cara, se gato fosse poeta, ele ia olhar pra nossa cara, e dizer: Humanos pensadores!...
(já do título, gostei)
beijão irmão.



Enviado por Tópico
arfemo
Publicado: 21/12/2010 21:27  Atualizado: 21/12/2010 21:27
Colaborador
Usuário desde: 19/04/2009
Localidade:
Mensagens: 4812
 Re: DEFRONTE AO POÇO DOS DESEJOS INCABÍVEIS, IMPERDÍVEIS ...
...alegoria bem montada em suas palavras semi-escondidas, semi-abertas, disponíveis à inteligência do leitor (que eu fui com todo o gosto)...

abraço fraterno GÊ e BOM NATAL


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 21/12/2010 22:51  Atualizado: 21/12/2010 22:51
 Re: DEFRONTE AO POÇO DOS DESEJOS INCABÍVEIS, IMPERDÍVEIS ...
Belo poema parabens abraços.


Enviado por Tópico
JOSÉMANUELBRAZÃO
Publicado: 21/12/2010 23:20  Atualizado: 21/12/2010 23:20
Colaborador
Usuário desde: 02/11/2009
Localidade: Lisboa, PORTUGAL
Mensagens: 7775
 Re: DEFRONTE AO POÇO DOS DESEJOS INCABÍVEIS, IMPERDÍVEIS ...
Não corre o perigo de plágios porque a sua poesia é personalizada! Marca GÊ! rrrssss

Abraço do ZÉ


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 22/12/2010 00:56  Atualizado: 22/12/2010 00:56
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: DEFRONTE AO POÇO DOS DESEJOS INCABÍVEIS, IMPERDÍVEIS ...
Desejos imcabíveis, imperdíveis e loucos dá uma privacidade total de sonhar... Se gostei...bjs


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/12/2010 01:33  Atualizado: 22/12/2010 01:33
 Re: DEFRONTE AO POÇO DOS DESEJOS INCABÍVEIS, IMPERDÍVEIS ...
Desejos incabíveis, imperdíveis e loucos? mas desejos...

Quem sabe se realizem!
Beijos Gê, gosto do teu jeito de escrever.


Enviado por Tópico
carolcarolina
Publicado: 22/12/2010 01:42  Atualizado: 22/12/2010 01:42
Colaborador
Usuário desde: 24/01/2010
Localidade: RS/Brasil
Mensagens: 9297
 Re: DEFRONTE AO POÇO DOS DESEJOS INCABÍVEIS, IMPERDÍVEIS ...
Amigo Poeta
Gê!

Estava como se fosse um gato deitado no tapete
fazendo ares de bom moço.
Mais um que gostei de ler.
Bjo no coração
♫Carol


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/12/2010 04:29  Atualizado: 22/12/2010 04:29
 Re: DEFRONTE AO POÇO DOS DESEJOS INCABÍVEIS, IMPERDÍVEIS ...
Parei em duas partes do seu poema "e roo mole/esse duro osso do tempo/que,por ora, não mais me destrói.." como se já tivesse destruído, ou como possível regresso de destruição,talvez tristeza, e "[bem no antro do sonho/remoço umas alvas asas,/e me espraio risonho"]como vã alegria. Mandela disse "somos livres de sermos livres" até "defronte ao poço dos desejos incabiveis, imperdiveis e loucos". Gostei. Um abraço e desejo de Boas Festas.


Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 22/12/2010 13:46  Atualizado: 22/12/2010 13:46
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: DEFRONTE AO POÇO DOS DESEJOS INCABÍVEIS, IMPERDÍVEIS ...
"[bem no antro do sonho
remoço umas alvas asas,
e me espraio risonho,
feito um incasto anjo
que acabou de roubar
um beijo de língua da fada"

Excelente, magnifico este poema.
Desejo-te um feliz Natal, Gê.
Beijo
Vóny Ferreira