https://www.poetris.com/
 
Textos -> Humor : 

Cabaret

 
Tags:  cabaret  
 
Este é o cabaret das coisas mortas.
A donzela prostituta dança entre penas vermelhas, o seu movimento é o sussurro das bugigangas cintilantes que tem presas a uma saia que levanta quando o piano acaba, as suas pernas são pequenas deusas com uma liga de noite.
O bobo serve copos aos enfatados que deixaram a cartola e a bengala na forquilha da menina feia de barbas.
Os anões mascarados de esqueletos são os garçons da noite, com os redondos e pequenos olhos pintados de negro, riem-se dos assuntos que não lhes pertencem.

Eu? Eu sou mais um morto neste cabaret.


les fleurs mortes.

 
Autor
Fleur
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1493
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Ex-Ricardo
Publicado: 04/09/2007 02:52  Atualizado: 04/09/2007 02:52
Super Participativo
Usuário desde: 26/05/2007
Localidade: Porto - Portugal
Mensagens: 155
 Re: Cabaret
Letal e certeiro.

Parabéns!

Gostei muito.


Enviado por Tópico
rosamaria
Publicado: 04/09/2007 13:22  Atualizado: 04/09/2007 13:22
Colaborador
Usuário desde: 10/09/2006
Localidade: Mindelo - Vila do Conde
Mensagens: 1015
 Re: Cabaret
Olá Fleur
gostei de ler este "cabaret". muito interessante sim.
jinhos
Rosamaria