https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Impotências

 
Posso perder o vento
a voz deixar de chorar
o olhar despir-se em cada acordar.

Posso deixar o corpo naufragar
as mãos deixarem de cantar,
não colher uma flor
nem acordar ao som do mar.

Só não posso é deixar de sonhar,
lacrimejar palavras nas folhas
do meu Outono cálido.

E o que não posso mesmo
é deixar de encontrar
o teu olhar a beijar o meu respirar!




Ana Coelho
Os meus sonhos nunca dormem, sossegam somente por vagas horas quando as nuvens se encostam ao vento.
Os meus pensamentos são acasos que me chegam em relâmpagos, caem no papel em obediência à mente...

 
Autor
AnaCoelho
Autor
 
Texto
Data
Leituras
690
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
8
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Índio
Publicado: 01/02/2011 19:42  Atualizado: 01/02/2011 19:42
Da casa!
Usuário desde: 23/12/2010
Localidade:
Mensagens: 493
 Re: Impotências
Magnífico poema Ana! Revi-me em algumas passagens do teu poema. Gostei imenso!


Beijos


Joni

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 01/02/2011 19:50  Atualizado: 01/02/2011 19:50
 Re: Impotências
Realmente não podemos deixar morrer o sonho,a poesia e o amor! Belíssimo texto!
Bjs
Célia

Enviado por Tópico
Ledalge
Publicado: 01/02/2011 21:56  Atualizado: 01/02/2011 21:56
Colaborador
Usuário desde: 24/07/2007
Localidade: BRASIL
Mensagens: 6880
 Re: Impotências
Está belo demais, Ana!

bju

Enviado por Tópico
GeMuniz
Publicado: 02/02/2011 00:52  Atualizado: 02/02/2011 00:52
Colaborador
Usuário desde: 11/08/2010
Localidade: Brasil
Mensagens: 7283
 Re: Impotências
Jamais deixar de poetar e amar, Ana, jamais. um completa o outro.

Um beijo

Enviado por Tópico
Rosangela
Publicado: 02/02/2011 01:48  Atualizado: 02/02/2011 01:48
Colaborador
Usuário desde: 27/12/2010
Localidade:
Mensagens: 1383
 Re: Impotências
Poetisa Ana

Claro que deixar de sonhar jamais, que final maravilhoso.

Beijo

Rosangela

Enviado por Tópico
Transversal
Publicado: 02/02/2011 04:31  Atualizado: 02/02/2011 04:31
Colaborador
Usuário desde: 02/01/2011
Localidade: Fortaleza - Lisboa
Mensagens: 3687
 Re: Impotências
sem muitas...palavras..."não posso é deixar de sonhar"..."não posso mesmo"..."deixar de encontrar/o teu olhar a beijar o meu respirar"....

Lindissimo... "Impotências"...do seu..."...Outono cálido"

Abraço te.

Enviado por Tópico
MarisaSoveral
Publicado: 02/02/2011 10:31  Atualizado: 02/02/2011 10:31
Colaborador
Usuário desde: 16/08/2010
Localidade: Porto
Mensagens: 621
 Re: Impotências
Olá Ana,
Se fosse mais perto eu ia ao lançamento do teu livro! Gostava muito de te conhecer!
Sobre o teu poema, de facto somos impotentes para muita coisa, mas não somos impotentes para sonhar e é bebendo a água dessa fonte que eu vivo!
Beijos,
Marisa

Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 10/02/2011 07:15  Atualizado: 10/02/2011 07:15
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 12083
 Re: Impotências
Obrigada a todos os que leram e aos que comentaram o poema.

Beijos