https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

O livro

 
Passam os dias
Passam as noites
Leio instruções
Decoro a página

Capitulo primeiro

Certezas inúteis

Quarenta e sete razões, para sorrir

Uma, para não cumprir

Quero rir
Quero voar
Quero ser outro eu
Enlouquecer na miragem
Dar o certo pelo incerto

Cair da noite
adormecida, indolente, paralela

Salvar o dia
enquanto é dia

Partir na certeza do incerto
lamber o sal, coado e molhado

Perder-me, em ruas abssintas
Correr para nada
e para tudo

Viver sofregamente
o instante do momento
e, adormecer os anos idos
sem parar nos dias esquecidos

Nas noites de espera
pelos dias descalços
sensuais, apelantes de vida
trilhei as sortes do ocaso

Noites minhas
Dias meus

Livro
que se perpetua
sem fim

Meu também

Rui Santos

 
Autor
ruisantos
Autor
 
Texto
Data
Leituras
521
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Ledalge
Publicado: 31/01/2011 19:25  Atualizado: 31/01/2011 19:25
Colaborador
Usuário desde: 24/07/2007
Localidade: BRASIL
Mensagens: 6880
 Re: O livro
Olá Rui,

Poema bastante interessante que me deu muito gosto em ler.

abraço