https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Meu infiel traidor, Notebook.

 
Tags:  solidão    imaginação    internet    perfil  
 
Open in new window




Meu infiel traidor, Notebook.

Foi como sonho tudo imaginação
Passaste como um total pesadelo completamente irreal
Fiquei esperando conectar, o telefone tocar
Maldita hora que dei meu numero
Podias ao menos ter dado uma desculpa qualquer...


Agora estou aqui sentada feito uma besta,
Escrevendo a mim, minha própria sina.
Porque é claro que serás enterrado
E não será mais presente no meu futuro...

Sua cova está feita e pretendo
Fazer um enterro digno ao teu perfil falso
Como tu foste cínico e infiel
Suas canalhices abrindo-se a todos
Marcaram seu caráter traiçoeiro

Você passou e outros passarão
Veio de onde eu nunca deveria ter-lo tirado
Porque não existia, te criei e agora te mato
Minha mente insana viaja na idéia
Deturpada distorço agora te apago

Sou mais uma mentira virtual e retratada,
Uma imagem falsa, um perfil da internet
Chega, hora de acordar, passou as horas
De brincar, sonhar e mentir
Por falta de companheiro e muita solidão

Boa noite, bom dia ou boa tarde telinha,
Mim perco quando estou só com você
Desligo-te e encararei você amanhã
E quem sabe volte a te criar novamente
Encerrando mais uma ilusão

Desligo da tomada, a bateria
Aos poucos vai enfraquecendo
Esta noite já se foi, resta o amanhã
Encontro marcado com você
Meu infiel traidor, Notebook.

Autor:

Luandabela

 
Autor
Luandabela
 
Texto
Data
Leituras
1803
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
jessébarbosadeolivei
Publicado: 20/02/2011 10:35  Atualizado: 20/02/2011 10:35
Da casa!
Usuário desde: 14/09/2008
Localidade: SALVADOR, Bahia ---- BRASIL
Mensagens: 368
 Re: Meu infiel traidor, Notebook.
SEMPRE CHEGA A HORA
EM QUE SOMOS COMPELIDOS
A NOS DESPOJAR DO VÉU DA ILUSÃO.