https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

APELO AO AMOR TARDIO

 
Tags:  poema de amor  
 
APELO AO AMOR TARDIO
 
Não te demores. Meu tempo,
é ontem. Futuro: agora.
Se tardas este que há sido
amante e amigo, bastante,
já nada será, Senhora.
Talvez esteja, acredite,
estrelas adiante, aí...
Não te demores; ainda,
agora, me tens aqui...
Se tardas este que há sido,
não será senhor de si.
Errarão, talvez, meus olhos
anos-luz longe de ti.



Sergio de Sersank
Visitem meu blog literário "Estado de Espírito"
http://sersank.blogspot.com

Do livro "Estado de Espírito"
 
Autor
Sergio de Sersank
 
Texto
Data
Leituras
1781
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
18 pontos
6
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Tânia Mara Camargo
Publicado: 03/03/2011 00:53  Atualizado: 03/03/2011 00:53
Colaborador
Usuário desde: 11/09/2007
Localidade:
Mensagens: 4263
 Re: APELO AO AMOR TARDIO
lindo, uma declaração de amor
de lirismo infindo,
bjs


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 03/03/2011 03:03  Atualizado: 03/03/2011 03:03
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: APELO AO AMOR TARDIO
Já não é a primeira vez que me rendo a tua poesia... obrigada. bjs

Enviado por Tópico
Sergio de Sersank
Publicado: 04/03/2011 03:00  Atualizado: 04/03/2011 03:00
Super Participativo
Usuário desde: 13/01/2010
Localidade: Londrina-PR BRasil
Mensagens: 159
 Re: APELO AO AMOR TARDIO p/ Vania
Recebo com humildade e alegria o seu cumprimento, Vania.
Meu abraço e votos de crescente sucesso!
Sergio S.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 08/04/2015 08:45  Atualizado: 08/04/2015 08:45
 Re: APELO AO AMOR TARDIO
Um poema que me encanta.
Parabéns