https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

PARADAS CARDÍACAS

 
Tags:  viver    cidade  
 


Gê Muniz

PARADAS CARDÍACAS

Coração metropolitano

Batendo britadeira
Nas esquinas poluídas
Dos tantos momentos
Cimentados

Coordena descompassado
O não-fluir
Não-estático
Do trânsito
Congestionado

Rege
Uma chuva sistólica
Em compasso lento,
Engarrafado

Esfria estados

Engaveta sentimentos

Agora mesmo
Enquanto versejo,
O incansável
Músculo trabalhador,
Acidentado,
Fraqueja

Neste exato momento
Enfarta
Super-rápido

Seu último ato
Antes de estagnar o peito...

Liberta-se
Das feridas do dia-a-dia
Da vida não sentida
De seus neuróticos efeitos

Logo em seguida
Chama um táxi
Numa paulista avenida
Para levá-lo
Sem desvelo

Entre
Tropas de choque
E paradas cardíacas

Avança
Ignorante, sem receio
Sobre todos
Faróis vermelhos
Que porventura encontra
Nessas esnobes ruas compridas...

Debochado,
Definitivamente pára

Ainda fibrilando
Paga a corrida e
Salta do auto
Numa praça desconhecida
Desguarnecido da lembrança
De tudo e todos
Que já o fizeram palpitar

Só então,
Finalmente
Oficialmente
Ex-coração

Salvo desse batecum
Insano, agitado,
Em desvairado falsete
Pode aproveitar a noite

: Como antes nunca o fez
Ou sentiu

E se embriaga de chopp
E caipirinha
Num fastuoso Happy-Hour
Desses cheios de comidas
Gordurosas

Lá pelas tantas
No meio das putas
E das travecas
Glamurosas
Ainda tem forças
Para gargalhar

Incontida alegria
Ao lembrar
Que amanhã, de manhã
Não haverá mais um dia
De bateria, de covardia

Porque quando se morre
É quando mais se celebra
A vida
Nesta simpática fábrica
De zumbis

 
Autor
GeMuniz
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1286
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
32 pontos
32
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/03/2011 00:35  Atualizado: 22/03/2011 00:39
 Re: PARADAS CARDÍACAS
*Enfartei aqui!

GENIAL!

Amo tua Poesia.
Beijo-te
Ka*


Enviado por Tópico
luisroggia
Publicado: 22/03/2011 00:38  Atualizado: 22/03/2011 00:38
Colaborador
Usuário desde: 12/01/2011
Localidade: Joinville - SC
Mensagens: 2640
 Re: PARADAS CARDÍACAS
Gê!
Pobre coração!
Mas ainda bate.
Maravilha de poesia.
Parabéns grande poeta.


Enviado por Tópico
sandrafuentes
Publicado: 22/03/2011 00:39  Atualizado: 22/03/2011 00:39
Super Participativo
Usuário desde: 22/07/2009
Localidade:
Mensagens: 118
 Re: PARADAS CARDÍACAS
Coisa difícil comentar certos poemas!
Eu gostei demais!
Isso aqui é uma escola...rs

Abraços.


Enviado por Tópico
Ledalge
Publicado: 22/03/2011 00:58  Atualizado: 22/03/2011 00:58
Colaborador
Usuário desde: 24/07/2007
Localidade: BRASIL
Mensagens: 6880
 Re: PARADAS CARDÍACAS
Poema descritivo ao extremo. Da visão infernal da grande metrópole à procura de alivio pra alma. Você é um poeta completo e cedo ou tarde será reconhecido como tal.

abraço Ge


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/03/2011 01:06  Atualizado: 22/03/2011 01:06
 Re: PARADAS CARDÍACAS
este é um verdadeiro e inimitável retrato dum coração paulistano. do tipo citadino que transita esbaforido pela Paulista, São João e adjacências. e certamente não é rumo ao heliporto.
cara, eu não sei se estou ficando velho, esclerosado ou se é pq estou cada vez mais carioca. não suporto mais o burburinho dos grandes centros. olha; até fiquei exausto dessa correria toda...rss
valeu mano Ge, do seu olhar no cotidiano, cada vez mais se firmado seu estilo de escrita.

aquele abração carioca, parceiro.



Enviado por Tópico
carolcarolina
Publicado: 22/03/2011 01:11  Atualizado: 22/03/2011 01:11
Colaborador
Usuário desde: 24/01/2010
Localidade: RS/Brasil
Mensagens: 9297
 Re: PARADAS CARDÍACAS
Amigo Poeta
Gê!

Quem vive numa metrópole está sujeito a ter uma parada cardíaca diariamente.
Belo poema poeta com o teu jeito único de escrever.
Bjos
Carol


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/03/2011 01:18  Atualizado: 22/03/2011 01:18
 Re: PARADAS CARDÍACAS
Olá GÊ, que corrida legal este teu texto...esse coração é corajoso e guerreiro...sabe viver e sabe a hora e como morrer... Adorei talentoso amigo. Parabéns.
Bjs, ALICE


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/03/2011 01:20  Atualizado: 23/03/2011 02:01
 Re: PARADAS CARDÍACAS
Atom mano Bota rap nisso. GandHi mensagem urbana.
Disfribilador zen.
Abraço.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/03/2011 01:33  Atualizado: 22/03/2011 01:33
 Re: PARADAS CARDÍACAS
Se a intenção era nos deixar com a agonia da personagem, você conseguiu! Eu que já estive neste louco trânsito de São Paulo, afff, sei bem o que é isso! Parabéns, amigo, tá demais!

beijos e uma linda semana!


Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 22/03/2011 04:51  Atualizado: 22/03/2011 04:51
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 12081
 Re: PARADAS CARDÍACAS
O frenesim da cidade onde o coração bate com a força de cada ruído vertido nos poros que desvanessem a alma...a vida sem cor que não é vida é agitação.


Beijos


Enviado por Tópico
Rosangela
Publicado: 22/03/2011 13:19  Atualizado: 22/03/2011 13:19
Colaborador
Usuário desde: 27/12/2010
Localidade:
Mensagens: 1383
 Re: PARADAS CARDÍACAS
Vejo aqui uma metáfora entre o sentir ( o coração) a vida e o cotidiano da metrópole.
Essa fábrica é bem real, meu amigo

Gêmuniz, te ler é um deleite.

Beijo

Rosangela


Enviado por Tópico
FatinhaMussato
Publicado: 22/03/2011 15:30  Atualizado: 22/03/2011 15:30
Colaborador
Usuário desde: 17/11/2007
Localidade: Jales (SP / BR)
Mensagens: 2106
 Re: PARADAS CARDÍACAS p/ GeMuniz
Olá, Poeta!

MARAVILHA!
Só isto e mais nada já bastaria para me exprimir, mas devo confessar que vir TEe ler e conhecer o seu estilo foi uma experiencia única!
Adorei, Poeta!

Beijo teu coração!

Fatinha.


Enviado por Tópico
Angela.Rolim
Publicado: 22/03/2011 17:22  Atualizado: 22/03/2011 17:22
Colaborador
Usuário desde: 11/11/2010
Localidade:
Mensagens: 1162
 Re: PARADAS CARDÍACAS
Maravilhoso para dizer o mínimo!


Enviado por Tópico
ladywhite
Publicado: 22/03/2011 20:51  Atualizado: 22/03/2011 20:51
Colaborador
Usuário desde: 31/12/2010
Localidade: white land
Mensagens: 765
 Re: PARADAS CARDÍACASMeu amigo Ge
Gostei muito de ler o teu poema cheio de garra e determinação, chamando as coisas pelos nomes, sem rodeios, direto e objetivo como eu gosto, sem delongas.

O meu coração quase parou nesta confusão avassaladora deste caótico trânsito.

Fez-me lembrar há alguns anos atrás uma altura em que vivia na capital, em que saí do táxi senão perdia a hora da reunião.rrsrs

Parabéns meu amigo!

É sempre um prazer ler-te.

Beijos da Milady


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/03/2011 21:18  Atualizado: 22/03/2011 21:18
 Re: PARADAS CARDÍACAS
Ola Ge! E' verdade que apenas valorizamos a beleza da vida quando suspeitamos que a morte nos espreita! Gostei imenso do teu poema! Um abraco!


Enviado por Tópico
Circe_Licht
Publicado: 23/03/2011 15:43  Atualizado: 23/03/2011 15:43
Participativo
Usuário desde: 06/03/2011
Localidade:
Mensagens: 48
 Re: PARADAS CARDÍACAS
Consegui sentir-me neste poema, pois assim como o teu, o meu coração também

"Coordena descompassado
O não-fluir
Não-estático
Do trânsito
Congestionado"

E quando isso acontece dá um terrível medo da eminente morte

.Parabéns