https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Soneto das 14 Lágrimas

 
Tags:  lágrimas    soneto    triste    choro  
 

Aqui sou mais que simples palavras!
Uma vírgula no final de tudo,
Remador de velhas jangadas,
Jardineiro das flores do mundo!

Onde estará o amor qu’eu sonho?
Talvez abraçado à minha poesia!
Em cada lágrima eu lhe proponho:
-Leia meu pranto em demasia!

A você que pensa que nada choro
E que diz: -Tudo dele é invento!
Por tudo, tudo mesmo, eu imploro:

Sinta-me mais que verso escrito,
Sinta-me sopro, sinta-me vento...
Amor? Levo nos olhos! Sinta meu espírito!


Publicado no Recanto das Letras em 22/09/2009

Pergentino Júnior

Publicado no Recanto das Letras em 11/03/2011
Código do texto: T2842260

 
Autor
PergentinoJunior
 
Texto
Data
Leituras
614
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.