https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Esperança : 

As borboletas

 
Como são bonitas ao levantarem em revoada
Parecem as andorinhas em debandada.
Em rítmo suave ,vão e voltam na relva..
Douradas,vermelhas,azuis..vão voando sem fim
Deslizam para o infinito
como um serafim..

Logo ali..um riacho doce oferece a sua orquestra direitinho.
Com rumor das águas..ora cachoeira ..
Ora borbulhar de mansinho.

Batem as suas asas ,incessantes,
com fôrça ,vida ,rítmo e beleza
de uma bailarina.
Belas ..resplandescentes balançam perfeitas
como uma dançarina.

A tarde vai caindo, e os últimos raios de sol...
aos poucos vão se esmaindo
As belas dançantes se recolhem,com graça e já vão
indo..
O espetáculo de sincronia divina lentamente
vai mudando
Eu,extasiado,mil graças vou dando...
daquele dia lindo.

Rubens

 
Autor
rubens j.de Oliveira
 
Texto
Data
Leituras
6196
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Juli Lima
Publicado: 30/09/2007 15:56  Atualizado: 30/09/2007 15:56
Colaborador
Usuário desde: 02/08/2007
Localidade: Rio de Janeiro
Mensagens: 993
 Re: As borboletas
Boa tarde! Lírismo em seu metafórico poetar. Bj poesia


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 30/09/2007 16:14  Atualizado: 30/09/2007 16:14
 Re: As borboletas
Lindo poema.
Gostei dessa escrita assim suave, descrevendo as borboletas.

Abraços.