https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O Fluxo da Vida

 
Quando chego a uma cachoeira
E contemplo aquela corredeira
Desnorteada,indecisa a passar
Procurando ligeira romper caminhos
Para no espaço se lançar

Percebo na beleza da natureza
A sinfonia de DEUS a criar.
Num murmúrio sempre constante
Naquele ruído bem conflitante
Procurando no atual instante
Os obstáculos,vencer e passar.
às vezes o invisível destino
Cerca-lhe a correnteza a passar
O fluxo encurralado se estaca.
Sem ter para onde espalhar.
Surpresas...as águas em poças cercadas
São obrigadas a estacionar.

Mas outro braço da correnteza
Mais forte e destemido
Nunca para de caminhar
Sabe do caminho a ser seguido
Para ultrapassar os empecilhos
Faz lindas acrobacias no ar.

Se os obstáculos da vida forem enormes
Para ultrapassá-los deveremos
Imitar a CACHOEIRA
Dando saltos grandes ,intermitentes
A todos venceremos e,novamente
O caminho,em frente seguiremos.

Rubens

 
Autor
rubens j.de Oliveira
 
Texto
Data
Leituras
1017
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Hisalena
Publicado: 04/10/2007 22:09  Atualizado: 04/10/2007 22:09
Colaborador
Usuário desde: 30/09/2007
Localidade: Leiria
Mensagens: 761
 Re: O Fluxo da Vida
Porque a vida merece o esforço de dar saltos grandes...
Gostei do seu poema.
Bjs