https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Causos dos ludicos do folclore - Lizaldo Viiera

 
Coisas lúdicas do folclore - Lizaldo Vieira
Tanta estória
Contos
Histórias
Tanta cantoria
Tantas danças
Tantas prosas
Tantas rezas
Tantas festas
Silvio Romero
O Sergipano lagartense
Conta-nos
Pra relembrar momento
Da rica ração culrural
Da humanidade
Do fazer acontecer
Desses doidos contos
Dessas alegorias gloriosas
Revividos
Dia a dia
Nos cantos
Cidades
E guetos
Tantas poesias
Diversões
Alegria
De mito em mito
De lenda em lenda
Danças
Jogos
Vestes coloridas
Tantos cânticos
Tantas vozes roucas
Relembram povos
Nações
Fantasias que as pessoas
Revivem e explicam a vida
Romero mesmo tava mesmo certo
Na era humana o passado preciso ser pensado
Interpetrado em seus em fazeres
Mitos
Lendas do Brasil
Mundo a fora
São coisas de mitologia
contos e lendas populares
Mitos e lendas
Reisados
Bumba meu boi
Caipora
Lobisomem
Mula de padre
Saci pererê
Rezas de benzedeiras
Faltam esses momentos da cultura brasileira
Exibem instantes loucos
Bonitos
Lúdicos
Poéticos do fazer acontecer a cousa Popular

Os causos esparramados no mundo
Feito aquarelas das Serranias
Para que essas ervas Se tornem remédios
Caseiros
Se tornem
E rapidamente contém belezas
Risos e dor
Por que foi deus quem escolheu
A sabedoria das coisas loucas
Para confundir as ditas sábias
Cara a cara
Com a mitologia e folclore
Recrudescendo costumes
Sabedorias
Manhas
Ensinamentos
E estado de espírito das sociedades
No tempo e espaço
Vivamos a realeza dos santos reis
E todas as raízes
Do folclore sergipano
Rico
Bonito e diversificado
Mágica reunião
De elementos da cultura indígena
Africana
Européia e mundial
Dentre a variedade de manifestações
Saudemos os líricos momentos
Das tairas
Reisado
Maracatu
Lambe sujo
Parafuso
Bacamarteiro
Cacumbi
Penitente
Chegança
Bola de gude
Peteca
Perna e cavalo de pau
Ricas expressões do bonito povo
Do solo sergipano
Porque assim deus deve gostar
De gente inocente
Feliz
Gente pulando
Gritando
Falando com lúdica simplicidade
As línguas mais fáceis
De se comunicar
Com o mundo psíquico
Cognitivo e social
De esses Acontecerem
Ao ar livre
Na equoterapia mostra lúdica
Prazerosa
Mesmo com a nítida evolução do tratamento ‎
Com o popular ‎
Metamorfose que
Em confusas
E lúcidas relações E Herança das relações culturais e sociais
Do novo
E antigos
Mundos
Que nossa louca luz
Seja lamparina que Nos guia
E liga
Gerações
Em linguagens universais
Como a história do Palácio de Louça Vermelha
E a lenda curupira


Q U E S E D A N E C U S T O d e V I D A - Lizaldo Vieira
Meu deus
Tá danado
É todo santo dia
O mesmo recado
La vem o noticiário
Com a
estória das bolsas
Do que sobe e desce no mercado
De Tóquio
Nasdaq
São paulo
É dólar que aume...

 
Autor
Lizaaldo
 
Texto
Data
Leituras
966
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.