https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Desilusão : 

Esperança

 


Olho para trás na esperança
De ver mais que destruição,
Mais do que vermelho de sangue
Dos corpos espalhados ao acaso.
O que vejo, é a podridão,
Dos homens que ousaram desafiar-se,
Que mancharam a nossa Terra
De tanto ódio e ganância.

Não me comove,
Todo este cheiro a cadaver,
Todo este amor morto,
Já não me comove,
Pois mancharam a minha Terra,
Fizeram chorar a minha Deusa.

 
Autor
Lunar
Autor
 
Texto
Data
Leituras
813
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 29/10/2007 04:27  Atualizado: 29/10/2007 04:27
 Re: Esperança
UM POEMA, UM LAMENTO, QUE INFELIZMENTE ESTE MUNDO ESTÁ CHEIO DE PESSOAS MÁS, ONDE O INTERESSE DO DINHEIRO SE SOBREPOE AO BEM ESTAR DA HUMANIDADE.
AINDA TENHO ESPERANÇAS NUM MUNDO MELHOR, ONDE SE POSSA VIVER EM PAZ E AMOR.

Enviado por Tópico
Henrique Pedro
Publicado: 29/10/2007 08:03  Atualizado: 29/10/2007 08:03
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2007
Localidade:
Mensagens: 3821
 Re: Esperança
O esforço é bonito. Tão grande carga dramática requere, contudo, maior empenho poético. passe a revolta. Aplaudo a intenção.
Abraço.
hAp

Enviado por Tópico
Hisalena
Publicado: 05/11/2007 21:24  Atualizado: 05/11/2007 21:24
Colaborador
Usuário desde: 30/09/2007
Localidade: Leiria
Mensagens: 761
 Re: Esperança
Intenso e dramático.
Gostei... mas no fundo fica sempre a esperança...e só quando essa se for, aí sim tudo terá sido em vão.