https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Creep

 
E mesmo que o teu céu fosse o meu inferno
Eu estaria disposto a viver infeliz
Sangrando a cada sorriso teu na espreita desse mausoléu
No quadro negro, me desfaço como giz
Gastando palavras nunca antes ditas
A fim de expressar o que já não cabe mais em mim
Revelo-me o mais invejoso dos parasitas
No pedestal estás e eu cavando mais, desejando apenas um sim


Joe.

 
Autor
JoeWeirdo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
807
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 18/12/2011 09:18  Atualizado: 18/12/2011 09:18
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29310
 Re: Creep
PARABÉNS PELO SEU BELO POEMA.

MARAVILHA


Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 28/03/2013 18:34  Atualizado: 28/03/2013 18:34
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16193
 Re: Creep
Poeta Joe
Belo poema! Gostei!
Parabéns!
Beijos!
Janna