https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

Eu suponho

 
Um homem de sorte
Poderia viver mil anos
Se o seu coração
nunca se apaixonasse
Bem, eu suponho
Que o espelho não lhe dirá
Todas as verdades
Escondidas atrás dos olhos
De quem lhe diz "te amo"
O que você procura aí dentro
Talvez nem exista
Em lugar algum
Que não seja escuro
Que não lhe traga dor
Eu suponho
Que o inferno esteja cheio de
Cheio de amor
E sangue
Me faz querer morrer
Nunca entender
Porque os espelhos mentem
Talvez você precise admitir
Que está possuído
Pelo seu próprio medo
E olhar adiante


Joe.

 
Autor
JoeWeirdo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
360
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.