https://www.poetris.com/

 
(1) 2 »
Offline
JoeWeirdo
isso não é uma poesia
flores vermelhas no chão em cima do sangue esparramado em frente à uma cela vazia no meio da praç...
Enviado por JoeWeirdo
em 15/03/2019 01:31:30
Offline
JoeWeirdo
Coordenadas de Ptolomeu
Corri à procura do impetuoso monstro do lago. Pulei nas águas profundas. Mergulhei até encontrar....
Enviado por JoeWeirdo
em 23/12/2018 05:09:33
Offline
JoeWeirdo
Interrupção
Gostava de esbarrar nas plantas pelo caminho Era o único momento que algo sentia As folhas verde...
Enviado por JoeWeirdo
em 25/11/2017 00:40:01
Offline
JoeWeirdo
Cheiro de hibisco
Tardei a caminhada à aurora Apaguei um cado de fotos para esquecer seu rosto, quiçá E talhei a fa...
Enviado por JoeWeirdo
em 10/07/2017 23:31:31
Offline
JoeWeirdo
Construção verborrágica, uma sátira em prosa
As palavras fogem. Assim como os pensamentos, elas vagueiam no vento como fumaça escura. Volta e ...
Enviado por JoeWeirdo
em 02/06/2017 12:17:18
Offline
JoeWeirdo
nos confins
é condicional a sua eloquência depende da falta de todo rancor depende do vento por consequência ...
Enviado por JoeWeirdo
em 06/12/2016 05:40:42
Offline
JoeWeirdo
Prelúdio
Eu ouço passos apressados. De pés que pisam com rancor no chão amadeirado. Como um predador à pro...
Enviado por JoeWeirdo
em 04/09/2016 11:36:42
Offline
JoeWeirdo
Coma
PARTE I - O DESPERTAR Acordei de um sonho, abismado. Molhado de suor, sentindo vertigem e com as ...
Enviado por JoeWeirdo
em 12/08/2016 22:13:07
Offline
JoeWeirdo
o peso da bigorna
não consigo mais escrever eu preciso exorcizar os meus demônios com água benta cachaça de banan...
Enviado por JoeWeirdo
em 23/06/2016 10:17:43
Offline
JoeWeirdo
A QUEDA
eu caí há uma distância imensurável do chão e enquanto meu corpo cedia à ordem gravitacional pres...
Enviado por JoeWeirdo
em 31/03/2016 00:26:30
Offline
JoeWeirdo
caleidoscópio
detrás da fumaça que escapa por entre os dentes amarelos ela só sabe ver seu rosto barbado com...
Enviado por JoeWeirdo
em 21/02/2016 21:37:03
Offline
JoeWeirdo
Na sala de espera
As únicas cores vivas provinham das flores artificiais empoeiradas em cima do balcão, do extintor...
Enviado por JoeWeirdo
em 18/02/2016 13:59:47
Offline
JoeWeirdo
À sombra da amendoeira
À sombra da amendoeira, no trilho Os pés imundos e frios calam A voz que era para ser ávida E se ...
Enviado por JoeWeirdo
em 19/08/2015 16:06:25
Offline
JoeWeirdo
instante
suscita minha febre com o frio dos teus olhos (que desviam dos meus) arranha teu ego inflama meu ...
Enviado por JoeWeirdo
em 16/07/2015 21:30:28
Offline
JoeWeirdo
O estardalhaço
Abri os olhos e cerrei o punho Vesti meu melhor suéter (era 21 de junho) Asfalto molhado; ar e gr...
Enviado por JoeWeirdo
em 16/06/2015 03:19:39
Offline
JoeWeirdo
Delírio
Um diálogo perdido, uma certa apatia Arrastam as horas de sobra para o fim O toque maciço, a feri...
Enviado por JoeWeirdo
em 07/06/2015 22:28:40
Offline
JoeWeirdo
Parte do céu, parte do chão
De mãos atadas e logro cerrado, lá vai o vagabundo De passos solenes e olhos vertidos, ele carreg...
Enviado por JoeWeirdo
em 09/05/2015 19:59:38
Offline
JoeWeirdo
Projeção
Como um retrato, eu vejo nós dois. Passeando pela Avenida 9 de Julho, em pleno setembro. Mascando...
Enviado por JoeWeirdo
em 12/04/2015 21:38:52
Offline
JoeWeirdo
Sinergia
Os ócios em clara denúncia despontam o lado abstruso de minha percepção. Eu era fato, eu era tato...
Enviado por JoeWeirdo
em 23/10/2014 09:35:11
Offline
JoeWeirdo
A teia
Hoje é fácil saber das coisas Calar a voz, reblogar as fotos Difícil é alimentar a causa Vestir a...
Enviado por JoeWeirdo
em 21/07/2014 19:14:58
(1) 2 »