https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O vento em seu corpo ( ou A brisa afagando os seios de Gabriela)

 


O vento espalha seus cabelos
profusamente eles bailam,
espalham-se palpitantes,
em madeixas rutilantes.

O peito projetado à frente,
os pés, pequenos e macios
delicadamente são beijados
pela areia tépida do sol.

E a brisa vem de encontro,
rodeia as pernas lentamente,
e sobe, sedutora
passa pelos quadris,
roça as ilhargas
afaga o ventre atraente,
burila o umbigo gentil,
circula a cintura charmosa
e depois, provocante
aperta os seios,
e devora os bicos túmidos.


Segue o vento, maroto e buliçoso,
mas sem nenhum atropelo
a correr inquieto pelo colo, deslizar,
banhar o pescoço lascivo, os cotovelos
e finalmente sem pressa agitar
o mar revolto dos seus cabelos
que flutuam sobre os ombros e costas nuas
desse seu corpo esguio e magistral
coberto apenas por uma túnica esvoaçante
que molda o contorno do seio sensual,
esconde a barriguinha brejeira, jovial,
deixando à mostra o colo nu e divinal
e as coxas tostadas ao sol equatorial.

by Warmien

Para Gabriela, adorável ninfa de cabelos negros
que passeia na praia sob o sol do meio dia


De arrebatada figura,
sou altivo, sou forte,
não carrego lutos e mágoas,
até um dia enganei a morte,
na sua faina de colher almas
e renasci.

 
Autor
Warmien
Autor
 
Texto
Data
Leituras
866
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
1
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 26/03/2015 13:12  Atualizado: 26/03/2015 13:12
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16189
 Re: O vento em seu corpo ( ou A brisa afagando os seios ...
Muito bom!
Beijos!
Janna