https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

Palavras em mim

 
Tags:  poesia    palavras    escrita  
 
No desassossego das noites mal dormidas,
As palavras visitam-me.
Em rios de pensamento,
Transportam-me para a desmedida esfera
Que transpõe aquela que sou ou julgo ser.
Querem ser ouvidas, escutadas, sentidas,
Querem existir fora de mim.
Adio o momento do adormecer.
Imploram o meu desvelo,
Tocam-me numa brisa de desejo.
Perdida na sua teia, sigo-lhes o rasto,
Ignorante do percurso que iniciarei.
Sinto, nos ouvidos, seu bafejo.
Levam-me numa onda que me arrasta,
Para além daquilo que julgo conhecer
Num turbilhão de sentimentos sem fim.
Insistem, persistentes, inabaláveis,
E eu sem saber que rumo lhes darei.
Elas, insinuantes, em torrentes,
Jorram de uma nascente, em mim.
Contam-me histórias, falam de sonhos,
Desvendam segredos intocáveis.
Possuem minha mente num frenesim,
Numa fúria de amantes ciosos
Ao meu cansaço são indiferentes,
Quer eu lhes diga que não ou que sim.
Encontro-me nelas: renasço uma vez mais
E elas ganham vida, independente de mim!



Julieta Ferreira

 
Autor
Julieta Ferreira
 
Texto
Data
Leituras
2012
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.