https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Como um efeito da epifania - Lizaldo Vieira

 
Feito epifania – Lizaldo Vieira
Todo brinde ao bem
Tanto sol que reanima as manhãs
De todos os setembro
O inverno de todas as lavouras
A água de todos os banhos
A noite de todos os sonos
E sonhos
Tudo está aí
Poema ao amor
Feito epifania
Correio das bos novas
Da natureza messiânica
Episódio revelador
De divindade
Harmonia
Equilíbrio
Qual seja
Big bem
Que sejam bem vindos
Magos do oriente
Brindemos com festa
As cores
O aroma
A seiva
A floresta
E que
Por nada se mova o desequilíbrio
Irresponsável
Tornando a terra de ausente papeis
Por
Desequilibrio ecologico
Desmatamento
Efeito estufa
Camada de ozônio
Poluição atmosférica
Visual
Mental
Não banalizemos
Tanto mal
Por meio de algo já corriqueiro
A ganancia do ter
Devemos ter percepção clara
A IMPORTANCIA
Do significado da realidade
Do caos ambiental
Em súbito desequilíbrio
Que como efeito da praga
Nestes dias que faltam
Até já nem saudamos com vivas a Epifania
Manifestação do espírito de divindade
Que a vida ilumine o personagem
De tanta maldade
Quanta pergunta sem resposta
Condensa-se em reviravolta
Da Antártida em desgelo
Nas calamidades tsunamis
Da desgraça em larga caminhada
Muito além dos castigos
Apelemos ao sentido
De responsabilidade
E fraternidade
Onde toda mensagem da epifania
Faz sentido
Quando Deus se revela humano


Q U E S E D A N E C U S T O d e V I D A - Lizaldo Vieira
Meu deus
Tá danado
É todo santo dia
O mesmo recado
La vem o noticiário
Com a
estória das bolsas
Do que sobe e desce no mercado
De Tóquio
Nasdaq
São paulo
É dólar que aume...

 
Autor
Lizaaldo
 
Texto
Data
Leituras
377
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.