https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Saudade : 

Madrugada

 
Open in new window






Madrugada

Madrugada.
A chuva veio mansa .Descansou na terra.
Partiu mas seu perfume ficou no ar.
Deitada fiquei a escutar. Os seres na noite a caminhar.
O vento mansamente sussurrando para as folhas.
Almas insones viajando...
Meu corpo rolando buscando o sono.
Sem reclamar me junto as almas
na iluminada estrada do infinito.
Elevando-me sobre o mundo.
Contemplo estradas feitas pelos homens.
Busco-te ,o corpo sentindo esse tormento.
A razão de repente tenta explicar esse intento.
Num átimo,pés descalços no chão frio da razão.
Não tem porque buscar essa viajante,
esqueceu as palavras que seria necessário falar...
Volta a cama e se abraça com o tormento.
Seu único alento encontra numa folha branca,
tingida pela tinta,desabafo e lamento.
E mesmo assim não consegue se livrar desse tormento.


Su Aquino

 
Autor
SuAquino
Autor
 
Texto
Data
Leituras
765
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 25/06/2012 02:43  Atualizado: 25/06/2012 02:43
 Re: Madrugada
Gostei muito!

Não deu para parar a leitura,li num sopro só.

Meus parabéns!

Um abraço

Enviado por Tópico
RayNascimento
Publicado: 20/07/2012 23:43  Atualizado: 20/07/2012 23:43
Membro de honra
Usuário desde: 13/03/2012
Localidade: Monte Roraima - Brasil
Mensagens: 6426
 Re: Madrugada
Open in new window

SU AQUINO
Na quietude da madrugada...
Vc a pena e o tinteiro...
Que triáde perfeita...
Ainda, insone viaja
Num mundo surreal...
E, ai a final...
Nos presenteia
Com MADRUGADA
Na quietude que lhe é
Peculiar.
Bjus amiga
Saudades.
Ray Nascimento