https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Entrada Doce

 
Tags:  doces    aromas  
 
ENTRADA DOCE

Olhei com emoção estética
a forma, curvas e redondeza.
Assim encantado,
senti o aroma, os aromas,
a cor de romã.

Toquei-lhe a superfície úmida
e de olhos fechados
vi a calda escorrer nos meus dedos.

Não havia mais segredo.

Quando tremeu cedendo,
a ameixa se abriu
na língua ávida e macia.

Comi devagar.
Degustando cada centímetro.
Cheirando o leite transformado
e bebendo a calda.

E quando ia lamber o prato,
com os olhos intumescidos de desejo,
Maria entrou na copa:
- E aí, querido, que tal o pudim? Agora sou eu.

Uma surpresa!
 
Autor
AntonioRoqueRocha
 
Texto
Data
Leituras
748
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 18/08/2012 10:35  Atualizado: 18/08/2012 10:35
 Re: Entrada Doce
Uma bela surpresa, sem dúvida! Um poema frutífero, muito bom. Parabéns.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 18/08/2012 12:00  Atualizado: 18/08/2012 12:00
 Re: Entrada Doce
Surpreendente no mínimo. Muito bom o seu poema.
Foi um prazer visitar sua pagina.


Beijo azul