https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Domingo com minha mãe e Bukowski

 
Domingo com minha mãe e Bukowski

Ainda posso sentir a dor do pé torcido
Fiz do velho sofá meu leito diário
Numa típica manhã de domingo
Pego o telefone e chamo minha mãe
Detesto estar só em casa sentindo-me um nada devido ao pé que torci
_Alô, mãe? Vem ficar comigo?
E ela veio.
Ensinei-lhe o ônibus que devia pegar.
Enquanto ela não chegava entrei num estado catatônico
A fitar o ventilador de teto
Lá fora as gaivotas cantavam alegres
Um colibri veio até a minha varanda em busca de uma flor que eu não tenho
E eu aqui presa no sofá matando um tempo que não passa
No meu estado de catatonia reflito sobre a triste condição humana:
Por que nos sentimos tão frágeis quando privados do uso de um dos nossos membros?
Não posso ficar de pé!
Não posso tomar um simples café
Sem que alguém traga para mim...
Sentia-me tão impotente!
Meu pé direito quase que engessado
E eu a pensar sobre as besteiras da vida...
Ding! Dong!
Ah! Finalmente ela chegou...
Salva pelo gongo.
_Entre mãe!
Dou-lhe um beijo e um abraço.
Depois, pulando numa perna só,
Volto para o velho sofá já fundo na medida certa da minha bunda...
Tédio!
(Mais três dias assim)
A pia já estava lotada de louça suja
A casa toda estava uma bagunça...
Ela deixou a cozinha brilhando de limpa...
Enquanto ela aspirava a casa e o tapete
Eu folheava poemas de Bukowski.
“de fato, não há qualquer chance:
Estamos todos presos a um destino singular “.
Num poema em que ele estava ‘sozinho com todo mundo’.
Concluí que o amor é mesmo um cão dos diabos!
Após o café da tarde ela se foi...
E eu não senti sozinha no mundo!

Brendda Neves
21-08-2012


'A vida é bela'

 
Autor
Brendda Neves
 
Texto
Data
Leituras
1692
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
10
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
zzipperr
Publicado: 21/12/2012 15:36  Atualizado: 21/12/2012 15:36
Da casa!
Usuário desde: 24/04/2009
Localidade:
Mensagens: 304
 Re: Domingo com minha mãe e Bukowski
Este foi o momento em que vc descobriu realmente como um pé saudável faz falta.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 02/10/2014 01:14  Atualizado: 02/10/2014 01:14
 Re: Domingo com minha mãe e Bukowski
mãe é mãe, a minha costuma dizer que «uma mãe é pra 100filhos e 100 filhos n é pra uma mãe» são fadas e heroínas,q tarde mágica foi a sua com sua mãe, o amor é mesmo incondicional.espero por essa data q seu pé tenha sarado


Enviado por Tópico
Luizfeliperezende
Publicado: 07/06/2020 23:37  Atualizado: 07/06/2020 23:37
Super Participativo
Usuário desde: 04/11/2017
Localidade:
Mensagens: 184
 Re: Domingo com minha mãe e Bukowski
Mesmo tendo Bukowski pra ler, um pé torcido é bastante incômodo.
Li outros poemas seus também que gostei bastante. Abraço.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 08/06/2020 10:08  Atualizado: 08/06/2020 10:08
 Re: Domingo com minha mãe e Bukowski


Parabéns poetisa gostei muito
boas lembranças

beijos poetisa Brendda Neves



Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/11/2023 10:36  Atualizado: 11/11/2023 10:36
 Re: Domingo com minha mãe e Bukowski
Parabéns pela recente publicação editorial