https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

Alvoroço.

 
Tags:  Alvoroço.  
 
Corre-corre, atropelos, luzes multicores.

No balaio das horas garbo o tempo.

O calor sufoca, o suor verte.

Tudo é pressa, tudo presta, é singular.

Não paro, não calo, solto o meu canto.

Abro janelas, descortino, vou longe.

Ancoro no tabuleiro de guloseimas, rio à vida.

 
Autor
cavenatti
Autor
 
Texto
Data
Leituras
609
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.