https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Fénix

 
Tags:  fênix  
 
A chama, enlouquece e determina feroz
A sede subtil que vem em devaneio
Silvestres espalham o seu cheiro veloz
Numa aragem quase em sorteio

A força vermelha corre nas veias
De tudo quer-se de tudo nada se tem
Risadas absurdas de vidas alheias
Fúteis são as mentes que nada obtêm

O complexo do reflexo e anexo
Da vida que vai e se joga
Numa corrente de maré surge o sexo
A sede carnal que se atira e rebola

O ser humano vira fénix em asas ardentes
Deixa o perplexo do avesso e repete-se
Erros e falhas mas no final ficam sorridentes
O moldar de uma atitude e a estrada que se esquece

Ridículo seja o padrão e o ciclo da vida
Mesmo que torne ela em aprendizagem
Uns mudam logo de seguida
E outros morrem na estupidez da imagem

Que criam para se acharem perfeitos
Mas na sua imperfeição tornam-se egocêntricos
Não passam de simples sujeitos
Que nada são mais que uns excêntricos

 
Autor
Kolthar
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1204
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/10/2012 19:52  Atualizado: 12/10/2012 19:52
 Re: Fénix
Fico a pensar em teu poema...seria eu egocêntrico???? seríamos todos nós que seja um pouco...fico aqui a pensar....belo texto...beijo a ti

Enviado por Tópico
Kolthar
Publicado: 14/10/2012 14:37  Atualizado: 14/10/2012 14:37
Super Participativo
Usuário desde: 25/08/2010
Localidade: Lisboa
Mensagens: 153
 Re: Fénix
Acabamos por ser nem que seja acidentalmente egocêntricos, por acaso o objectivo foi escrever algo para reflexão.

Obrigada por gostares um beijo grande.


Kolthar