https://www.poetris.com/
 
Textos -> Escolares : 

UMA PERGUNTA AO JOÃOZINHO...

 
Tags:  respeito    valores    professor    ensina    avaliação  
 
Neste mês do Professor - como em qualquer outro dia, mês e ano - cabe uma reflexão sobre a avaliação de quem ensina, que é uma cobrança feita por todos os "lados", não importando o esforço em tentar transmitir algo para quem realmente não deseja estudar.

Como professor, estamos diante de Joãozinho, que simplesmente se nega a fazer provas ou trabalhos solicitados, somente por birra. Joãozinho não está doente, não tem problemas psicológicos, e gosta de passar a aula conversando e brincando com os colegas.
Depois de tentar - de todas as maneiras - conquistar o interesse do Joãozinho, enfim, olhamos bem dentro dos seus olhos, e vamos diretamente à questão:
- Joãozinho, você tirou zero, novamente na prova. O que tem a me dizer?
- Tanto faz! Eu não gosto de estudar, mesmo!!!
O professor insiste:
- Você sabe, Joãozinho, que quem nos avalia como professor, repete, sempre, que nós somos culpados se você não aprende?
Joãozinho apenas ri e se diverte.
- Diga-me, então, se você não estudou porque não o quis fazer, se está com as notas baixas, porque não gosta de estudar, você também acha que a culpa é minha?
O menino olha, ainda sorrindo, e responde, bem à vontade:
- É claro que não, professor! Mas isso não me importa, porque acho a escola uma chatice...
Impotente diante deste aluno tão sincero, nós, professores ficamos à mercê da sua disposição em estudar ou não... simplesmente por birra... Porque não somos avaliadas pelos outros 15 alunos que se dedicam e se interessam no aprendizado, mas sim somos avaliadas pelo Joãozinho, e por causa dele, nós, professores, "não sabemos cativar, não temos criatividade na metodologia, e não somos bons educadores".... é o que nos dizem aqueles que nos cobram em palestras e em seminários, como se o professor tivesse que ter uma varinha mágica para despertar neste tipo de aluno pelo menos o senso de colaboração durante o período de uma aula.
Na atualidade, o Joãozinho é a vítima e o professor é o réu.
Será que todos os anos de dedicação e preparo para exercer o magistério, não significam nada, só porque o Joãozinho não quer estudar?
Gostaríamos de continuar a ser respeitados pela bagagem adquirida ao longo do tempo, e poder cobrar um mínimo de responsabilidade deste tipo de aluno, que parece não estar consciente que a Vida, muito mais do que uma brincadeira, é uma construção onde todos - não só o professor - devemos usar sempre os nossos melhores talentos na direção de um mundo melhor... principalmente, o jovem, que, logo ali, estará assumindo as rédeas da Civilização. Porque, assumindo as suas responsabilidades, jamais vai culpar as gerações anteriores por todos os males que o atingem.
Parabéns, Professor!!!
Não percamos nossas mentes brilhantes e maduras, diante do Joãozinho vazio de sonhos...só porque quer!!!
Ainda somos uma importante alavanca, por cujas salas de aula, continuam passando também grandes advogados, médicos, engenheiros... Sonhadores!!!
Sonhadores e Forjadores de um Mundo novo, sempre fundamentado nos melhores Valores Humanos que são as colunas que sustentam a Civilização, desde o começo da participação humana na sua construção e eterna reconstrução.

Saleti Hartmann
Professora e Poetisa
Cândido Godói-RS

 
Autor
SALETI HARTMANN
 
Texto
Data
Leituras
1003
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
0
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.