https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

missivas impressas de um remetente sem destinatário

 


já não escrevo cartas

de amor
debruo cerce

com os intervalos brancos
que as letras me deixam soar

e no final
deixo saudades de beijos

selados
por uma lágrima dentro do coração

e firmo com data passada
o índex do dedo de uma impressão



 
Autor
uersus
Autor
 
Texto
Data
Leituras
411
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.