https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

escola equestre

 


os cavalos selvagens
que a minha alma monta

são tempestades soltas
que comem distâncias

de fogo incandescente
turbilhado

por descargas faiscantes
de energias revoltas

são explosões
de incontidas pulsões

geradoras de incontáveis volições

os cavalos selvagens
que a minha alma monta

são (só) lições

 
Autor
uersus
Autor
 
Texto
Data
Leituras
368
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
24 pontos
2
3
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Nininha
Publicado: 17/04/2016 20:13  Atualizado: 17/04/2016 20:13
Colaborador
Usuário desde: 14/04/2016
Localidade:
Mensagens: 1717
 Re: escola equestre
Saudades de te ler :)
Palavras "selvagens" num poema digno. Gosto! Parabéns

Enviado por Tópico
Margô_T
Publicado: 28/06/2016 15:29  Atualizado: 28/06/2016 15:29
Da casa!
Usuário desde: 27/06/2016
Localidade: Lisboa
Mensagens: 277
 Re: escola equestre
Cavalgando pelos versos, reaprendo a lição: é quando o turbilhão se solta como “fogo incandescente” que as distâncias se encurtam e o poema se concebe.