https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Lúgubre

 
As cinzas de um cigarro
Voam, voam sem limites
Para uma vida
Perdida e intolerável

Os corpos caídos
Sentem o cheiro
Do rosmaninho queimado
Nas vestes cruas

Reconhecem as ondas
Do Mar Vermelho
Onde foram guerreiros

As savanas, as linhagens
O sangue que corre em veias ardentes
Sentem a vontade de gritar
A dolorosa...
Lúgubre, da rua de Lisboa


Bruno Miguel Inácio


 
Autor
brunomi
Autor
 
Texto
Data
Leituras
430
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.