https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

"cova de leões"

 
“Mil leões apresaste por memória;
Que, aos irmãos se ajudaras na alta guerra,
Se crê triunfo registrasse a história
Dos fortes filhos da fecunda Terra!"


Divina Comédia, Canto XXXI, ver 118/121



Como mendigos nauseabundos se acercam da aba do [meu] casaco,
estendendo [suas] imundas e esquálidas mãos em suplica tragada.
São gananciosos e pecantes sem fé; [é] cobarde o espírito opaco,
tentam me atrair. para veredas sem luz; longe de minha estrada.

Oh mãe! onde está o meu pai? Ele alguma vez disse: “meu filho,
prepare-se para a vida.” Se viver é habitar uma cova de leões,
enfrentar vorazes animais em cujos olhos selvagens soa. brilho,
ao vislumbrar: terror nos olhos da presa frágil adquire galardões.

Eu sei, [meu] pai ausente; a alma dessa criatura tacanha e pequena,
que preferiu ver brotarem do fundo de uma garrafa de aguardente,
os carinhos. que a um filho daria, conselhos pelos quais ainda brada.

Oh mãe! onde está meu pai? Meu pai[que] me abandonou nesta arena,
onde posso ser perseguido e. morto sem nenhuma defesa premente,
a não ser: meus braços que sequer [ele] ensinou a brandir a espada.






 
Autor
shen.noshsaum
 
Texto
Data
Leituras
767
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
2
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Diogo.Gabriel
Publicado: 07/06/2013 04:28  Atualizado: 07/06/2013 04:28
Participativo
Usuário desde: 29/03/2013
Localidade:
Mensagens: 25
 Re: "cova de leões"
Parabéns pela expressão.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/11/2015 18:16  Atualizado: 13/11/2015 18:18
 Re: "cova de leões"
É quase brutal o quanto suas palavras encerram com dedos de titânio o espírito de quem ouve seu lamento,seu protesto,o arquejar desse lamento,que ecoa...Ecoa...Ecoa...Pelas barreiras do tempo,dando voz e tradução oas milhares de seres humanos que cresceram,crescem e cresceram afogados no desespero, na incógnita de jamais saberem o do porque... Foram deixados para minguarem na mais completa dor e solidão.
É brutal... as verdades e realidades que vejo e sinto aqui.

Ps: Voltando ou não para o Luso,esteja você onde estiver,continuarei vindo.
Pois... Aqui e daqui,nunca estarei "longe de minha estrada".