https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

poema surrealista em que casal discute política

 
eu tenho uma coisa a dizer
que talvez faça cair os seus ouvidos
ou orelhas de vidro
no chão
e eu as chutarei
eu as espatifarei com um belo chute
pois espero que lute
para evitar o que vai acontecer

olha, esse país não tem condições, o povo
chora, enquanto eu quis ir embora
tu não deixaste
e agora pende do lado de fora
uma bandeira rasgada
carregada numa haste
por mãos que não beijaste
e seus olhos caem escorregando pela boca
boquiaberta
e minha língua os apanha
na curva incerta de tua banha
em cima dessa barriga
tamanha
que não briga, não protesta, só engorda
e apanha
porrada que o governo dá
no meio da testa
e seus olhos, recolocados no lugar
rolam pela testa, pelos cabelos, pelo chão
desse país ou lupanar
e eu os chutarei
vou chutar
país e olhos e sobrancelhas
arrancando dos cabelos e das casas
com um vento ou um lamento
tijolos, miolos e telhas.



Úmero Card'Osso

 
Autor
umero
Autor
 
Texto
Data
Leituras
737
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.