https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Viajes

 


O caminho é sinuoso
As lembranças do passado
Persegue, maltrata, fere
Não obstante
A caravana segue em frente
Alquebrada, mas, fiel aos seus princípios.
Os músculos já não o atende com precisão
E o esforço é desnecessário, inútil...
Como penso logo existo
É preciso algo para
Justificar o ato
De continuar a viajar.

Chicão de Bodocongó
Campina Grande, 21 de setembro de 2013
Às 9h36min



Chicão de Bodocongó foi a melhor maneira de homenagear o bairro que moro a trinta anos na cidade de Campina Grande ( Bodocongó ), Paraíba. O meu nome é Francisco de Assis que é acompanhado pelo sobrenome Cunha Metri e faz pouco dias que venho publican...

 
Autor
ChicãodeBodocongó
 
Texto
Data
Leituras
500
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/10/2013 21:47  Atualizado: 07/10/2013 21:47
 Re: Viajes
Interessante, Chicão.
Percebe-se que os anos podem a té diminuir
a velocidade da caravana, mas quando ela
pára para um simples repouso e reflexão
a poesia se mostra.
abs.