https://www.poetris.com/
Poemas : 

Nego

 
Tags:  #Nego #escritor  
 



Fujo de quem eu admiro
Pra fazer o que eu quero.
No meu fazer
Nada de comparação.
Solto o meu coração
A minha maneira.
Não quero ser
O que não sou
Sou mesmo um novo escritor .
porém
Fujo do óbvio
Fujo do ululante
E sou galante a minha maneira.
Dei meu grito de guerra
E trilho caminhos
Nunca dante explorados.
Fujo de quem eu admiro
Para dizer tudo que preciso dizer
Confirmando assim a minha criação.

Chicão de Bodocongó
Campina Grande, 26 de junho de 2020
Às 8h56mn


Chicão de Bodocongó foi a melhor maneira de homenagear o bairro que moro a trinta anos na cidade de Campina Grande ( Bodocongó ), Paraíba. O meu nome é Francisco de Assis que é acompanhado pelo sobrenome Cunha Metri e faz pouco dias que venho publican...

 
Autor
ChicãodeBodocongó
 
Texto
Data
Leituras
63
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.