https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

DESQUERER

 
Tags:  desquerer  
 
.


Gê Muniz

DESQUERER

Jamais pedi demais nessa vida
Aprendi a duras penas as bem-querenças
Da essência oca do desquerer
Daí que ajuntei riqueza. E foi
Tanta pedra, prata e ouro branco...
O tesouro cedi pr’a libertar um canto
Girar em falso, suingar uma valsa frouxa,
Mergulhar no precipício das boas andanças...
De certa forma, nunca fui homem
: Nunca deixei de suster-me criança
Pouco me travesti dessa gente grande
Essa imensa gente tão importante
Que roda o mundo pelas obviedades
Das ruas lotadas das cidades gigantes...
No meu ser de homem falta um naco
Que não cobra, não se desdobra
Foi desde sempre que vinguei semente
Foi desde agora que minei lembranças
Agora, lua-nova, trajo-me de ter esperança
De que o nunca, só desta vez, vire sempre...

(Gê Muniz)
 
Autor
GeMuniz
Autor
 
Texto
Data
Leituras
2189
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
44 pontos
2
5
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 28/11/2013 11:13  Atualizado: 28/11/2013 11:13
 Re: DESQUERER
*quanto a forma- cOisa que sei que não dás bola...rsrsrs- achei-a fluida, melódica, como um dançar, um prá lá, dois prá cá....
o conteúdo me encheu a alma e fui me 'desquerendo' contigo...
e sim, de adulta nada sei.
Ge_nial como sempre!
Beijoka*

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/10/2014 08:55  Atualizado: 03/10/2014 08:55
 Re: DESQUERER
«Nunca deixei de suster-me criança
Pouco me travesti dessa gente grande»

q seja sempre assim sua alma,sua poesia.