https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

Poema a um poeta morto

 
 
Open in new window




















Num calar de voz
No universo dos versos
O poeta sucumbe
No mais gélido dos mármores

...

Por um pouco da mãe Gaia
Que todo ser tem direito
Seus versos calaram
Num eterno grito
Que se fez mártir

...

Sua caligrafia ficou
Grafitada no derradeiro verso
Donde seu legado ficou grafado
Num existir do credo na justiça
Onde o "in" imperou

...

Lágrimas rolaram no mundo
De suas letras-vivas
(hoje um poeta morto)
E desceram o desfiladeiro do abismo
Do sonhar em ter um pedacinho de chão

...

Na hora mais despida do ser
Que esmaído
Num calar eterno
A voz que dantes
Grafitava no livro da vida
O respirar partículas
De esperança e fé

...

Mas, na guerra
Nos braços da fé da esperança
De vencer seu grileiro
O poeta sucumbo minguou
Sua voz antes proferida
Numa clave gravada
Hoje(in memorian)
D'um ser que fenerge
Num grito de uma voz silenciada

...

Nas notívagas donde a alma
Soluça seus escritos.


Ray Nascimento

Minha interação no poema Por Um Pedaço De Terra (O Clube Dos Poetas Mortos)do poeta e amigo SOMMERVILLE o qual agradeço imensidade.



Open in new window



Do fundo do meu ser; amo te ler; tua amizade e seu amor sincero são refrigero pra minha alma.Te amo Amiga do seu AMIGOMENINO!
Open in new window
Adriel

Open in new window
 
Autor
RayNascimento
 
Texto
Data
Leituras
885
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martims
Publicado: 17/02/2014 14:11  Atualizado: 17/02/2014 14:11
Colaborador
Usuário desde: 12/08/2013
Localidade:
Mensagens: 6823
 Re: POEMA A UM POETA MORTO
Um poema que sucunbe com a veracidade de certos momentos. A verdade dos instante. Sentimental, poema que tocou minha alma