https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O que é mais importante:O poeta ou a escrita?

 
Eu pergunto o que é mais importante
A escrita certa ou o poeta e seu poema
As regras gramaticais seguidas a risca
Ou a vida da pessoa transferida através do papel e caneta

Não tiro a razão dos leitores mais exigentes
Nem dos professores do luso de plantão
Mais só acho que vocês deveriam ver por outo ângulo
Para reavaliar a situação

Um brasileiro que nasce pobre
E cresce em uma favela ou vila
Vai aprender a falar como os que o cercam
Vocabulário cheio de erros e gírias

E eu faço parte desse meio
Onde a maioria falam errado e é só palavrão e putaria
Mas mesmo nessa torre de babel
Eu tenho habilidade para fazer poesia

Mas se uma pessoa tem mais sorte
E nasce filho de um pai rico
Automaticamente irá falar
Um português mais certo e limpo

Eu e tanto somos vítimas do sistema
Desse sistema educacional fora de sério
Já ouviu falar da lei de aprovação automática
Que passa o aluno mesmo ele tirando zero

Por que pátria amada Brasil
Você insiste em criar filhos ignorantes e burros
Para continuar a vontade nessa zona
Enchendo o bolso de filho da puta corrupto

Ser poeta é pura ousadia
Você vai ser amado ou odiado
Você expõe seus erros em todos os sentidos
E pode ser elogiado ou criticado

Mas respeito muito o poeta
Pois sei que a poesia vem do seu íntimo
Ali estão seus amores,decepções e dúvidas
Suas alegrias,tristezas,choros e risos

Acho que poucos ouviram falar
Do gênio semi-analfabeto Patativo do Assaré
Poeta nordestino com pouco estudo
Mais que fazia seu público aplaudi-lo de pé

Sou Samuel Leal Eloi
Não estou aqui para arrumar discórdia nem briga
Sou só um humilde poeta
Expondo o meu ponto de vista!

Abraço coletivo
Samuel
11/12/2013



 
Autor
samuelk7
Autor
 
Texto
Data
Leituras
635
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
12
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
acalenta
Publicado: 12/12/2013 00:04  Atualizado: 12/12/2013 00:04
Colaborador
Usuário desde: 25/08/2010
Localidade:
Mensagens: 5385
 Re: O que é mais importante:O poeta ou a escrita?
Olá Samuel!!!


Para mim (humilde cidadã)considero mais o poeta que a escrita,pois o poeta como você disse quando escreve um poema sua inspiração vem do dia a dia,da sua vida e quando ele consegue fazer ser entendido isso para mim basta,os erros eu leio certo e pronto para mim o que importa é a inspiração do poeta e a mensagem que ele passa.
Adorei seus texto admiro muito você meu grande e verdadeiro amigo Samuel.

abraço de luz

acalenta


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/12/2013 00:26  Atualizado: 12/12/2013 00:26
 Re: O que é mais importante:O poeta ou a escrita?
Ambos. O poeta pode até não saber escrever, mas quando é poeta MESMO,
ainda que escreva errado percebe-se o talento e perdoa-se o engano.
Um poema quando nos agrada, faz com que tenhamos curiosidade
em ler outros do mesmo autor e se a escrita é correta, melhor
ainda. Não quero bancar o professor e nem me sinto poeta.
O que não me agrada é confundir a pessoa com o autor e também
quando alguém se diz poeta, pois ser poeta e ter alma de
poeta e isso só quem lê percebe, o que também significa ter
humildade para aprender e se aprimorar, diante de alguma
crítica quando construtiva e não leva-la para o lado
pessoal, pois a vaidade impede o crescimento.
Desculpe se me alonguei.
sds.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/12/2013 00:39  Atualizado: 12/12/2013 00:39
 Re: O que é mais importante:O poeta ou a escrita?
Eu também não tenho muito estudo,eu dei sorte na vida aprendi muito com a poesia e com poetas que gentilmente me ajudaram, ainda erro rsrsr, acho que erros grosseiros devem ser evitados um bom corretor de textos ajuda e ensina, no mais passa despercebido sou caipira pirapora louco por poesia e com alguma grana kkkkkkkkk.

Acho que os dois são importantes a poesia e o escritor, quando existem erros grosseiros eles chamam mais atenção que o texto.

Holmes


Enviado por Tópico
gil de olive
Publicado: 12/12/2013 21:54  Atualizado: 12/12/2013 21:54
Colaborador
Usuário desde: 03/11/2007
Localidade: Campos do Jordão SP BR
Mensagens: 5046
 Re: O que é mais importante:O poeta ou a escrita?
Belo tema exposto aqui.Sou mais o poeta, e penso assim, se escrevo alguma coisa errada, ou sem pontuações, nem ligo se alguem criticar, o importante e que passei para o papel aquilo que penso e que gostei de escrever.Parabens pelo tema e uma linda noite!


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/12/2013 23:57  Atualizado: 13/12/2013 09:55
 Re: O que é mais importante:O poeta ou a escrita?
.
.
.
do que expuseste; Samuel Leal Eloi, deixo aqui o ponto de vista meu...rs

(apenas opinando) sinceramente?! sendo este um site de escrita, um ambiente para o desenvolvimento da poética, da preservação e crescimento da Língua Portuguesa, faço e farei sempre que possíveis intervenções pautadas na liberdade de expressar-me como convir ‘do texto’, ao risco de ter de acatar de o meu comentário deletado sumariamente a pedido. é o que tem acontecido aqui ultimamente, mesmo que se restrinja a crítica apenas naquilo que fora escrito pelo autor quando fere grosseiramente a Língua, mesmo que no comentário não contenha ofensa alguma ao autor...
enfim?! ’é proibido criticar’. então; é deixar correr solto para ver até aonde vai o caos...

relevo as discursivas de vários versos, e opto pela vivacidade da citação aqui das obras de um autor popular, aliás, muito bom ter sido lembrado, pois, Patativa do Assaré, o Antônio Gonçalves da Silva, me possibilita fazer uma boa comparação, da diferenciação duma escrita ‘matuta’, da má escrita, dos arremedos de poesia. no primeiro caso, a obra desse autor se destaca por se distinguir pela marcante característica da oralidade. seus poemas eram feitos e guardados na memória, para depois serem recitados. daí o impressionante poder de memória desse autor, na sua capacidade de recitar qualquer um de seus poemas, mesmo após os noventa e tantos anos de idade. é sabido que a transcrição de sua obra para os meios gráficos perde boa parte da significação expressa por meios não verbais; voz, entonação, pausas, ritmo, pigarro e a linguagem corporal através de expressões faciais e os gestos que realçam características expressas somente no ato performático (como ironia, veemência, hesitação, etc.). a complexidade da obra de Patativa é evidente também pela sua capacidade de criar versos tanto nos moldes camonianos (inclusive sonetos na forma clássica), como poesia de rima e métrica populares (por exemplo, a décima e a sextilha nordestina). ele próprio diferenciava seus versos feitos em linguagem culta daqueles em linguagem do dia-a-dia... como dito no inicio, ‘matuto’

então reponho aqui a pergunta: O que é mais importante: O poeta ou a escrita? posso arriscar sem medo de cometer alguma injustiça e pôr que: ‘Não se seria poeta se pra ele a poesia não lhe fosse importante também como exercício de escrita” . num contexto geral a poesia pode advir de várias formas, e a nossa escrita é grafada pela Língua Portuguesa, sim, e deve ser respeitada mesmo nas várias formas de representação popular e regionalidade, como no caso da poesia posta nos cordéis do Patativa do Assaré, mas, não se pode admitir como cursiva racional numa representação literária, a aceitação da palavra mal escrita, se apresentada e aceita como correta com deformidades de grafia. é inadmissível...

Mas se uma pessoa tem mais sorte
E nasce filho de um pai rico
Automaticamente irá falar
Um português mais certo e limpo


como inaceitável é, de todas as estrofes, esta, (apesar de estar bem escrita) por eu discordar completamente da mensagem. não depende de se ser com mais sorte, ou mais pobre e ou mais rico para se falar um Português fluente e esceve-lo mais limpo. Conheço muitos que nasceram e viveram paupérrimos e hoje doutos , em contra partida, sei de daqueles nascidos em berços de ouro e vivido em facilidades financeiras no entanto desprezaram o conhecimento em detrimento da cultura do dinheiro farto.
e no meio dessa cizânia, ainda encontramos casos estranhos como o que relatei dias atrás, que segue:

...tivemos um ex-presidente semianalfabeto, o Luiz Lula PTralha da Silva, que para justificar o injustificável, disse em rede nacional asneira semelhante, de que não se precisa de estudo pra se chegar ser presidente... pois eu não tenho o menor orgulho de ter tido um presidente semianalfabeto, e o que pior, da insistência dele em jactar-se a cada momento de não ter estudado, não ter cultura, constitui péssimo exemplo, sobretudo aos jovens, principalmente por vir de um ex-chefe da República, com o peso e a carga legal, moral e simbólica que o cargo requereu. por isso, meu caro; maior estorvo é renegar a escolaridade, o estudo, a frequência à escola e à universidade, quando se sabe que são veículos inequívocos que abrem horizontes, aprimora a compreensão do mundo, ensina a importância do contraditório, disciplina e direciona o uso da inteligência, prepara o indivíduo para a profissão, para a vida, para o mundo...

são dos exemplos que acontecem as mudanças de comportamento; umas lamentáveis, outras louváveis, são opcionais; talvez por isso toda essa 'desimportância' de se querer escrever corretamente, ou de corrigir-se etecétera e tal...

aquele carioquíssimo abraço.
.
.
.


Enviado por Tópico
BeatrizTrevisani
Publicado: 13/12/2013 02:56  Atualizado: 13/12/2013 02:56
Colaborador
Usuário desde: 10/06/2012
Localidade: Fortaleza-ce
Mensagens: 1480
 Re: O que é mais importante:O poeta ou a escrita?
Olá Samuel,
eu sempre penso que o que o peso maior é a essência do poema,
os versos precisam nos passar um mensagem,
fazer sentir que são verdadeiros,
acontece os erros sim, mas,
acontece muito de até lermos uma verdadeira poesia
em sua gramática, sem erros, enfim a escrita excepcional,
mais que não no tocama fundo,
para eu é como se fosse somente varias palavras automatizadas corretamente
mais que não chamam a atenção, e então o que vale?
Poesia tem que ter alma,se os versos estiverem bem escrito que bom,
mais se tiver um erro ou outro,
se ele for belo em todo seu conteúdo,
quem tem alma sem dúvida não repara nisso.
Um grande beijo!