https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

O CANTO DE UM POVO

 
Somos assim, meio sim, meio assim
Alegres crianças sem pais, sem pátria
Somos limites sem limites, sem país
Tudo que foi sem preciso ser, simplesmente foi

Somos assim, Caminhando por nossas cidades
O escuro da paz, um pedindo de paz
O grito não dado, a voz encurralada
A paz selada e a criança calada, seguindo a estrada

De sim e assim, somos
O sim que passa ao nosso lado, como fosse não
O não que brilha em nosso céu todas as noites
O não que nasce em nosso jardim noite e dia

Assim, somos a estrada não seguida
A casa não construída, derrubada!
Somos felizes, chorando ou sós e rindo
A mão estendida de um braço cortado

Somos um sol do norte na primavera
Um rosto que chora, de tão longa espera
Umas sem flores e outras com dores, somos assim
O calor de um eternamente seguindo um sim


Somos todos em qualquer canto, de todos os regimes
Somos praças destruídas, canteiros pisados e teimosos
Corpos abraçados e mumificados e expostos e livres
Do não fazendo o sim, e fazendo morada, do vazio a terra amada


Sim,
Para todas as vezes que as janelas se abriram para o sol
A todas as montanhas que se quebraram e liberaram os grotões
A todos os gritos que puderam ser ouvidos e vozes de mudos ouvidas
Sim, nada mais, ao nada injusto, que não seja ontem, que seja amanhã, sempre. . .




José Veríssimo

 
Autor
veríssimo
 
Texto
Data
Leituras
558
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
6
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Barbozza
Publicado: 14/12/2013 17:14  Atualizado: 14/12/2013 17:14
Colaborador
Usuário desde: 24/07/2009
Localidade: Brasil - Alagoas
Mensagens: 1407
 Re: O CANTO DE UM POVO
na vida temos quer ser o sim e o não, todavia, amigo somos guiados pelo escuro e descartado como folhas pelo chão; o sim ou o não retrata a complicada vida que se passa nas comunidades em nossos dias; ficamos a pergunta... Você disse sim ou não? Abraço!


Enviado por Tópico
martims
Publicado: 15/12/2013 12:26  Atualizado: 15/12/2013 12:26
Colaborador
Usuário desde: 12/08/2013
Localidade:
Mensagens: 6753
 Re: O CANTO DE UM POVO
Ocanto de um povo são as lágrimas para a igusldade. Um igual que não existe


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 15/12/2013 20:07  Atualizado: 15/12/2013 20:07
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: O CANTO DE UM POVO
somos vielas embocando em ruas...
as sombras são os passos da pele. dos ossos.
da vertigem nas palavras. como posso agradecer
esse interior?