https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

PAIRAM NO AR

 





Paira no ar a crescer
O cheiro de que é Natal
E muitos para comer
Só têm o cheiro igual

Paira no ar a dor
Desalento e amargura
E à falta falta de amor
Já nem sequer há ternura

Pairam os sonhos vendados
Da juventude a cair
De um país desgovernado
Que os obriga a partir

Paira até o reformado
No fim da vida só herda
Uma reforma de merda
E ainda é descontado

Paira a fome e a crescer
A revolta e a fadiga
Que não enchem a barriga
Mas que temos as comer

Pairam justiça, verdade,
Para quem tanto roubou
Pavoneiam-se à vontade
E tiram-nos sem caridade
O pouco que nos sobrou.

 
Autor
rosa-branca
 
Texto
Data
Leituras
893
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Robertojun
Publicado: 27/04/2014 13:42  Atualizado: 27/04/2014 13:42
Membro de honra
Usuário desde: 31/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 2277
 Re: PAIRAM NO AR
Olá, rosa-branca!

Um lindo poema.

Parabéns pela inspiração!

Abraço,
Roberto Jun