https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

VIVER

 
VIVER

E morre de novo em mim esta confiança,
sempre em desalinho,
escorre em minhas veias um veneno que me mata aos poucos.

Não mata a vida que eu não tenho,
mas toda a inconstância que habita no ser humano. Não fujo mais!!!
Não!!
Não vale apena;
não é esse o caminho!!

Qual será?

Moro numa encruzilhada!
Vou vivendo sem viver,
desfazendo tudo o que faço,
sem deixar de fazer todo o resto.

Por onde andará a vida que nasce de um abraço?!

Ahhh!! Pudesse eu tê-la…
e não mais o veneno…!

 
Autor
lauravarejao
 
Texto
Data
Leituras
354
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.