https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

METADE DE MIM

 
METADE DE MIM

Existem dias, que jamais vão voltar
e sonhos grandes, que não cabem na mão,
lagrimas tristes, que deixei de contar.
Sentado, no frio degrau da escuridão,
ficou o meu olhar sem coração,
desarrumado...a respirar.

Deixo o meu corpo nas margens do vento,
gavetas fechadas pelo sal da dor,
talvez haja espaço, talvez tenha tempo,
de olhar os teus olhos, de chamar-te amor.

A escuridão afaga-me o frio do corpo,
rendida ao desalento do penar
batem as horas num relogio morto,
que perdeu o conto, na hora de contar.
E eu vejo a luz secreta do teu sorriso,
á minha espera, para lá do paraíso.

Deixo o meu corpo seguir onde o teu for,
estrelas cadentes na noite de breu,
dizes que és minha, chamas-me de amor,
chamo-te de amor e digo que sou teu.
Hoje, sempre, até ao fim,
meu amor,
tu és metade de mim!

Beija-flor



O meu primeiro livro..
Podem encontrá-lo em:

http://www.worldartfriends.com/store/ ... flor&submit_search=Search.

Atenciosamente.

 
Autor
Beija-Flor76
 
Texto
Data
Leituras
2823
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
0
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.