https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

quando o mar dos açores vem pôr ilhas nos teus olhos

 
.

O
teu quarto é um fole
protegido,
um
champanhe de
sardas,
deve ver
o teu ombro,
ou nunca ter pressa;
mas,
ainda assim,
quando
o mar dos açores
vem pôr ilhas
nos teus olhos,
a rua dos
teus lábios é um
véu compridamente
estendido
um véu, sob a cinza
que transpõe
as rosas, os ventos,
e, ainda
em vão,
o não haver
peixes nesta lua,
é tu subires Waverly Place,
é tu subires nestas mãos da chuva,
nestas mãos onde nem sequer
fazemos um para o outro o
café que temos dentro
das aves, Meu
amor
 
Autor
gastãosilva
 
Texto
Data
Leituras
1469
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
24 pontos
10
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 02/02/2014 18:44  Atualizado: 02/02/2014 18:44
 Re: quando o mar dos açores vem pôr ilhas nos teus olhos
Tuas obras me fazem lembrar um poeta amigo.
E tais como as obras dele, as tuas bailam diante dos meus olhos
encantando minha alma.




Enviado por Tópico
fernandamoreira
Publicado: 03/02/2014 00:28  Atualizado: 03/02/2014 00:28
Colaborador
Usuário desde: 13/01/2014
Localidade: Sao Paulo
Mensagens: 2456
 Re: quando o mar dos açores vem pôr ilhas nos teus olhos
Igualmente também me fez lembrar alguém...
parabéns


Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 07/09/2014 17:43  Atualizado: 07/09/2014 17:43
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9599
 Re: quando o mar dos açores vem pôr ilhas nos teus olhos
Boa tarde Gastão, seus versos enredam das almas livres, porem com pontos convergentes em suas entregas amorosas , parabéns pelo instigante enredo poético, MJ.


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 08/09/2014 13:32  Atualizado: 08/09/2014 13:32
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29440
 Re: quando o mar dos açores vem pôr ilhas nos teus olhos
Sombras que se faz encantos nesse pleito poema devassador.

uma mravilha