https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

A SURPRESA

 
A SURPRESA
 
A SURPRESA

Só espero que a surpresa,
Que você quer me dizer.
Não me traga mais tristeza
E nem me faça sofrer.

Pois às vezes a surpresa,
Fere fundo e magoa.
Põe no peito a incerteza
E toda paz logo se escoa.

A curiosidade é enorme,
Que mal consigo pensar.
A ansiedade não dorme
E faz meu corpo se cansar.

Nessa espera angustiante,
Vejo minha vida se esvair.
Que a pobre alma delirante;
Do meu ser já quer sair.

Por favor, amada minha,
Diga logo de uma vez
A tal surpresa, ó rainha;
Diga amor, sem timidez.

Pois de fato é impossível,
Nadar contra a correnteza.
Meu padecer está terrível:
Diga-me logo a surpresa!...


Roberto Jun

 
Autor
Robertojun
 
Texto
Data
Leituras
671
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 11/03/2014 22:32  Atualizado: 11/03/2014 22:32
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29264
 Re: A SURPRESA
A surpesas são aqueles momentos que nossos corações se elvam alem das emoções, belo poema

Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 11/03/2014 23:24  Atualizado: 11/03/2014 23:24
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6559
 Re: A SURPRESA
Uma hora difícil!
A expectativa nos deixa
eufóricos e coração tum,tum...
Uma belíssima construção poética.

Beijos,
Mary Jun

Enviado por Tópico
quidam
Publicado: 12/03/2014 09:54  Atualizado: 12/03/2014 09:54
Colaborador
Usuário desde: 29/12/2006
Localidade: PORTIMÃO
Mensagens: 1438
 Re: A SURPRESA
caro amigo roberto...obrigado pelo seu comentário e por tão belo versejar aqui exposto... foi segui-lo com mais atenção pois gosto do que escreve... abraço

Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 12/03/2014 23:41  Atualizado: 12/03/2014 23:43
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12514
 Re: A SURPRESA P/Robertojun
A surpresa pode ser
também boa, seja justo
nem sempre com o imprevisto
apanhamos um bom susto.
Se ela vem numa caixinha
com um grande laçarote
e trouxer a sua amada...
Que fique feliz e goste!

Bonito poema, eu gostei. Abraço Vólena