https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

a um passo do silêncio

 
Tags:  silêncio    palavra    esquecimento    nudez    eco  
 
a um passo do silêncio
 

somos vultos decrescendo
em horizontes sem braços.
distância que o tempo se esgueira
pra ver quem será o primeiro
a sumir sem lembranças...

somos ecos
do primeiro grito de guerra,
que nos deixou vestidos
de palavras tenazes,
sendo engolidos pelo vácuo
do esquecimento

receio chegar o dia
que virá o vento
ripando silêncio
sem que haja inversos
de nós para expulsar o frio
da nudez.


O que, às paredes, confesso.

 
Autor
MarySSantos
 
Texto
Data
Leituras
808
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
40 pontos
4
6
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Barbozza
Publicado: 23/06/2014 14:49  Atualizado: 23/06/2014 14:49
Colaborador
Usuário desde: 24/07/2009
Localidade: Brasil - Alagoas
Mensagens: 1427
 Re: a um passo do silêncio
Belo poema, define as anuências da melancolia e da distancia dentro de um mundo vazio. Abraço querida.


Enviado por Tópico
Manufernandes
Publicado: 23/06/2014 23:11  Atualizado: 23/06/2014 23:11
Subscritor
Usuário desde: 09/12/2013
Localidade: Lisboa
Mensagens: 3860
 Re: a um passo do silêncio
"...sendo engolidos pelo vácuo do esquecimento..."
e
"chegar no dia
que virá o vento,
rimpando o silêncio,
sem que haja palavras
para cobrir a dor
da nudez."

Lindo!