https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

soneto do fim de dia memorável

 
— “Os que têm vista má nos semelhando” —
Tornou-me — “as cousas mais distantes vemos,
De Deus última luz em nós raiando.
Quando estão perto ou no presente as temos
Se apaga a lucidez, e a mente aprende
Por outrem só o que de vós sabemos.”

A Divina Comédia – Inferno – Canto x



Aguerrido armígero, ao desprezo frígido da terra fez jus,
sequer diante daqueles tantos passamentos permaneceria.
Desejoso da vingança, volvendo a correr ao redor do mundo,
acirrando nas plagas idas tanto ódio, parecia deter argúcia

Tudo poderia ser a mesma coisa, entre o abismo e o infinito,
como o pensamento, poder voar, sagaz poder mensurar o raio.
Os olhares e sentimentos em expansão afogaria na distância,
tanto assim o faria como há mais de século até a eternidade.

Talvez seja esta hora, ultima feliz para nós como conhecemos,
de antemão sabia não termos magnitude de senhores do universo
- brotarão as flores amassadas manchadas com sangue insalubre,
não haverá o lugar dos pássaros na linha do céu. Gritos do sol,

Gemendo quase morto não aquecerá jamais os entes cordatos,
um fim de dia memorável, pacifico como noite calma, foi o fim

 
Autor
shen.noshsaum
 
Texto
Data
Leituras
600
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
1
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 27/09/2014 06:26  Atualizado: 27/09/2014 06:26
 Re: soneto do fim de dia memorável
muito bacana sua bagagem de palavras,vc escolheu a maioria cujos sons e significados são de uma soberania incrível,diria q palavras nobres para uma criação nobre.