https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Intervenção : 

"O Silêncio das Estátuas"

 
Tags:  amor    social    sommerville    Séc. XXI  
 



Preciso tanto descansar...
deitar-me a repousar
sobre a terra ...
abraçar o céu
beijar o mar
aí ...
só para eu ter a certeza
que a lua que dança nesta cidade
de cais embriagados pelas pontes
é a mesma
que se noivou com o Sol

nesse tão longe
que é o mais perto
deste mim
a repousar...
o meu destino...
agora!

Abre tuas mãos, meu amor,
solene coração de seda,
e... sente ...
o tombar ...
da coluna marcial
a fechar...
o círculo
mudez do meu gritar
combate!
ah, se houvesse força para lutar ...
mas aos milhares...
os velhinhos e as crianças dobram os joelhos
erguem aos céus os seus olhares
e ... oram ...
escuta-se ao longe o cheiro do fumo ...
um cavaleiro rodopia
no campo de batalha
ainda vocifera:
- vencemos! -
coitado, não enxerga
que é dono dum deserto...
baixinho, quase inaudível,
o murmúrio uníssono do hino
abraça a cruz de Deus
rogando por piedade ...
e... todos se foram ...
Cristo ?
Quem sabe quando e se Ele voltará...

Entretranto, minha querida,
arranco do meu peito
o medalhão que te ama
abre as tua mãos , meu amor,
e vê como brilha o ouro
desta minha invisível oferenda ...
sou teu
hoje e para sempre
ainda escuto os metais
inventados para serem donos
da carne que dilaceram
já se ergue a bandeira
dos que venceram
os derrotados...
não morreram
beijaram o sagrado
abraçados ao chão
descansam...
ao meu lado ...

... nos três volumes de História Universal ...





Luiz Sommerville Junior, 280620112044

 
Autor
sommerville
 
Texto
Data
Leituras
1574
Favoritos
7
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
91 pontos
15
10
7
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
RayNascimento
Publicado: 09/10/2014 07:24  Atualizado: 09/10/2014 07:24
Membro de honra
Usuário desde: 13/03/2012
Localidade: Monte Roraima - Brasil
Mensagens: 6404
 Re: "O Silêncio das Estátuas"
Para poder tocar num nada
Que habita lá
No âmago do meu sonhar...

Na pressa d'alma
Que as vezes se faz
Ainda assim me faço
Estátua e deixo o tempo passar...

Ray Nascimento

Fonte: http://www.luso-poemas.net/modules/ne ... ryid=279977#ixzz3Fcsrtwm7

Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 10/10/2014 02:28  Atualizado: 10/10/2014 02:28
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 15172
 Re: "O Silêncio das Estátuas"
Impressionante a perícia, a técnica, o talento e o saber deste meu amigo que tece com as mãos textos formidáveis! Destaco esse trecho que amei: " Entretranto, minha querida,
arranco do meu peito
o medalhão que te ama
abre as tua mãos , meu amor,
e vê como brilha o ouro
desta minha invisível oferenda ...
sou teu
hoje e para sempre
ainda escuto os metais
inventados para serem donos
da carne que dilaceram
já se ergue a bandeira
dos que venceram
os derrotados...
não morreram
beijaram o sagrado
abraçados ao chão
descansam...
ao meu lado ..."

Parece até que foi eu quem o escreveu. Parabéns, meu poeta. Um abraço que te abrace ternamente. Obrigado pela amizade e pela partilha. VAleuuu, Sommer!


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 10/10/2014 03:11  Atualizado: 10/10/2014 03:11
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: "O Silêncio das Estátuas"
Nem dá para respirar!
É muito menos sobram palavras... Só admiração. Bjs


Enviado por Tópico
MaryFioratti
Publicado: 10/10/2014 11:04  Atualizado: 10/10/2014 11:04
Colaborador
Usuário desde: 09/02/2014
Localidade:
Mensagens: 2400
 Re: "O Silêncio das Estátuas"
Sommerville,
O que posso dizer disso? Uma verdadeira beleza
que me encheu a alma.

Maravilhosa!

Beijos

*Mary Fioratti*


Enviado por Tópico
RayNascimento
Publicado: 02/11/2014 15:13  Atualizado: 02/11/2014 15:13
Membro de honra
Usuário desde: 13/03/2012
Localidade: Monte Roraima - Brasil
Mensagens: 6404
 Re: "O Silêncio das Estátuas"
Voltar e te reler é o meu melhor prazer.

Oh! mestre da poesia do amor a tu'Dani
Que merece toda honraria do teu amar,
"De um livro feito de carne"
Escrito n'um cenotáfio
O epitáfio dos "poemas mudos."
Belo é o conto de fadas que nos encanta
Com a magia chamada amor de S2.

Ray Nascimento

Open in new window

Enviado por Tópico
sommerville
Publicado: 28/02/2015 19:13  Atualizado: 28/02/2015 19:13
Colaborador
Usuário desde: 21/08/2011
Localidade: Porto, Portugal
Mensagens: 1004
 Re: "O Silêncio das Estátuas" p/ todos
à todos,

Depois de muito tempo

só para dizer

Obrigado!

Sommerville

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 03/04/2016 16:13  Atualizado: 03/04/2016 16:13
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29310
 Re: "O Silêncio das Estátuas"
Palavras que vem dos olhos de um silêncio que grita aos mantos, aquele senso sagrado que descansa no corpos do amor.

belíssimo poema

mnartisns


Enviado por Tópico
Lucineide
Publicado: 20/07/2017 20:10  Atualizado: 20/07/2017 20:10
Colaborador
Usuário desde: 06/12/2015
Localidade:
Mensagens: 1260
 Re: "O Silêncio das Estátuas"
Simplesmente maravilhoso!!!


Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 21/07/2017 09:24  Atualizado: 21/07/2017 09:24
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 2015
 Re: "O Silêncio dos tatoos"
Simplesmente maravilhoso

Open in new window

Enviado por Tópico
Gustav.Martyn
Publicado: 22/07/2017 02:00  Atualizado: 22/07/2017 02:01
Muito Participativo
Usuário desde: 07/01/2017
Localidade:
Mensagens: 69
 Re: "O Silêncio das Estátuas"
Tão bom quanto o cheiro das Plumerias