Textos : 

RASCUNHO

 
Open in new window

As palavras traziam cores, sons
e madrugada.
Invadia desejos secretos
lugares poéticos,
paria a fantasia pelo avesso...

Era uma fome escura!

Continuava à espera de ser surpreendida pela luz
como se o desespero singrasse o âmago
em marés,
lava noturna...
consumindo o medo e a excitação
num vestido colado de emoção como uma luva...

Buscava dolorosamente a permanência,
sensível
ciente,
desperta,
tendo vivenciado uma pequena morte sobre a mesa...

A recusa estava retratada com os punhos fechados.

Havia uma disposição em não deixar escapar,
juntando forças
esperando para explodir...

Ainda permanecia o desejo de estar eternamente parte de si!

O ponto mais profundo e doloroso,
revelado.
Havia encontrado a emoção e
havia sido abandonada por ela...

O dia já espiava pela janela
como os olhos do gato:
cinza vulcânico,
persistente reflexo de repreensão...

E então,
descansou os pés descalços,
com uma nudez indescritivelmente poética...
E
só por ter loucura suficiente para continuar interessante,

sobre sua almofada favorita!


(12/10/214)


Sou apenas o que sou, não o que esperam que eu seja...

 
Autor
VCruz
Autor
 
Texto
Data
Leituras
3349
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
36 pontos
8
2
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 01/11/2014 12:10  Atualizado: 01/11/2014 12:10
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 10200
 Re: RASCUNHO
Bom dia Vcruz, a palavra vem, mas solitária não diz muita coisa, então fica no aguarde de novas palavras harmonicamente entoadas para que juntas repassem ao mundo os seus anseios.
parabéns pelo eloquente poema, um abraço, MJ.


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 02/11/2014 18:41  Atualizado: 02/11/2014 18:41
Membro de honra
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 18440
 Re: RASCUNHO
as palavras voam dentro de nós, nunca sós.
somos antes de tudo muitas palavras.
essa almofada é minha favorita.
obrigada por sempre voltar... com poesia nas tardes de domingo.
bjs




Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 02/11/2014 18:57  Atualizado: 02/11/2014 18:57
Membro de honra
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8110
 Re: RASCUNHO
assim no rascunho do poema que não saiu a visão poética do caminho para o poema e do que poderia ter sido e foi. poesia boa de ler esse rascunho.
bjo