https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O oráculo cigano

 
 
Das minhas andanças,
Por esse mundo sem paradas,
Vejo amores partirem em lembranças,
Por decisões erradas.

Tantas mãos, passaram pela minha,
Tantos destinos eu li,
E n'alma sempre o mesmo desejo,
Encontrar um amor sem fim.

E eram tantos os sonhos,
Que um dia ousaram sonhar,
E eram tantos gritos, desejos risonhos,
Que a alma se recusava a calar,

Tantos caminhos lindos eu via então,
E era por tão pouco a realidade,
Despir a alma, gritava o coração,
E olhar com olhos d'alma imortalidade,

E era uma valsa simples,
Como as batidas de um coração,
E ninguém queria dançar,
Pois havia um senão...

Preferiam levar morto o coração,
Levá-lo sem ventura,
Morto por essa loucura
Que o mundo chama de Razão!!!

 
Autor
Dragonfly
Autor
 
Texto
Data
Leituras
2619
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
25 pontos
1
4
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 11/06/2015 10:13  Atualizado: 11/06/2015 10:13
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29997
 Re: O oráculo cigano
Instantes que os sentidos caminham, os nitos dos ventos que se trilham pelos caminhos do tempo onde os compassos se revelam aquele olhar emulsificando o amanhã de uma linda alma.

lindo poema